publicidade
28/12/19
Ídolo do Sport, Diego Souza seria um dos jogadores de peso com nome ventilado no clube. Foto: Guga Matos/JC Imagem
Ídolo do Sport, Diego Souza seria um dos jogadores de peso com nome ventilado no clube. Foto: Guga Matos/JC Imagem

Volante do Sport prefere atletas que, além de ‘peso’, tenham vontade de vencer

28 / dez
Publicado por Klisman Gama em Notícias às 20:14

Um dos remanescentes do Sport para a próxima temporada, o volante Willian Farias tem contrato até dezembro do próximo ano e vai viver esse período de reformulação do elenco. Com a saída de peças importantes, como o atacante Guilherme e o volante Charles, o Leão busca reforços que possam suprir as lacunas abertas no plantel. Entre especulações, a torcida questiona pela chegada de jogadores de ‘peso’, com maior rodagem no futebol. Porém, na visão do cabeça de área, isso não é um fator preponderante para a contratação. É preciso que, quem vier, tenha ‘vontade de vencer’.

LEIA MAIS

>> Opinião: Sport, Náutico e Santa Cruz projetam aumento no número de sócios para 2020

>> Retrospectiva 2019: Os ‘causos’ mais inusitados do futebol pernambucano em 2019

>> Retrospectiva: acessos, títulos, equilíbrio financeiro

>> Adaptado ao clube, Willian Farias que mais conquistas pelo Sport em 2020

“Eu acho que respeito se impõe dentro de campo. É contratar jogador com fome e vontade de vencer, entrar e dar vida pelo Sport. Se eu fosse diretor, gerente de futebol, presidente, iria contratar jogador com vontade vencer. Que não ficasse pensando pequeno e sim grande no clube. Que contratasse jogador com esse perfil, tendo nome ou não. Tem jogador que tem nome e não para de conquistar título quer algo melhor. Jogador que fez 20 gols e no outros anos que fazer 25, 30. Tem jogador de nome que tem fome vencer. A vitória é o mais importante futebol, o fundamental é isso”, afirmou Willian Farias, em entrevista ao repórter João Victor Amorim, da Rádio Jornal.

Entre os jogadores de ‘peso’, o ídolo Diego Souza é um que sempre vem à tona. Ele, que teve um possível retorno ligado ao Sport, tem como principal entrave a questão salarial. O salário do meia-atacante no Botafogo é de R$ 600 mil. Valor quatro vezes maior do que o teto salarial estipulado pelo Rubro-negro para a temporada (R$ 150 mil).

Ao todo, quatro reforços já foram contratados pelo Sport para a próxima temporada. São eles o goleiro Carlos Eduardo, os volantes Betinho Jean Patrick, além do atacante Ewandro. 

Confira como está a movimentação do Rubro-negro no Mercado da Bola.


FECHAR