Dupla sertaneja acusada de transfobia muda letra de música após notícia-crime e sanções do Deezer e Spotify

Dupla sertaneja acusada de transfobia muda letra de música após notícia-crime e sanções do Deezer e Spotify

Pedro Motta e Henrique foram acusados de transfobia por conta da música 'Lili' (Foto: Reprodução/Youtube)

Publicado em Música 23/12/2020 às 3:23

A dupla sertaneja Pedro Motta e Henrique é alvo de uma notícia-crime protocolada pela Aliança Nacional LGBTI+, no Ministério Público de Goiás, para que seja apurada a prática do crime de transfobia na música “Lili”, lançada pela dupla na sexta-feira (18). Também foi protocolada uma Ação Civil Pública.

Além disso, as plataformas de streaming Deezer e Spotify retiraram a música de seus catálogos. No YouTube, até domingo (20), uma campanha já havia conseguido mais de 10 mil deslikes (não gostei) no vídeo da dupla sertaneja cantando a música.

Na letra de “Lili”, Pedro Motta e Henrique cantavam o ‘causo’ de um homem que se apaixonou por uma travesti que a enganou. O ápice é quando diz “Só que ela não tinha/ o que mulher tem”. A letra dá margem à interpretação de deboche com travestis.

Na nova letra, ao descobrir que Lili é travesti, o personagem masculino diz que a namorada será “sempre a sua menina”. Em vídeo, Pedro Motta e Henrique cantam a nova versão e reproduzem dados da AntraBrasil (Associação Nacional de Travestis e Transexuais) sobre o número de mortes de pessoas trans e travestis no País.

A dupla já havia pedido desculpas (leia mais abaixo), mas só resolveu alterar a letra da música diante dos mecanismos judiciais acionados e do corte feito pelos serviços de streaming.

Transfobia não é assunto novo na música sertaneja. Durante a pandemia, numa live, Marília Mendonça fez um comentário transfóbico e também foi criticada. A cantora reconheceu e pediu desculpas.

Desculpas

No domingo (20), após a onda de críticas, a dupla Pedro Motta e Henrique pediu desculpas em vídeo no Instagram, mas revelaram não entender o significado de transfobia. Eles confundiram com homofobia, tipo de discriminação e violência (mesmo a verbal e a simbólica) praticada contra homossexuais. Transfobia tem a ver com a discriminação e violência contra pessoas trans. Homofobia é preconceito em relação à orientação sexual, enquanto transfobia está relacionada à identidade de gênero da pessoa. Aqui você entende mais sobre o assunto.

“Estão nos chamando de homofóbicos. Gente, de forma alguma! Nunca vocês ouviram que Pedro Motta e Henrique é homofóbico. Pedro Motta e Henrique está zoando a pessoa. Nunca, de forma alguma”, diz Pedro Motta no vídeo de desculpas publicado no Instagram. “Pelo contrário, a gente tem muitos amigos que estão nos apoiando”, completa Henrique, que dá a entender que esses amigos são gays.

“A gente não está aqui pra menosprezar a imagem de vocês. A gente fala que o amor da nossa vida é um travesti, né parceiro?, e não sabíamos. Ou é uma travesti, como vocês estão falando”, continua Pedro Motta, que é complementado por Henrique: “A gente não tinha essa orientação”, se referindo ao artigo no feminino “uma travesti”.

“A gente pede desculpa a todos vocês que estão nos interpretando mal. Sei que vai ter muita crítica nesse vídeo, mas de forma alguma a gente veio pra menosprezar a imagem de vocês.”

Compartilhe
Publicado por
Romero Rafael

Comentários