FEZ BEM

Marília Mendonça pede desculpa por transfobia: “Não tenho razão nenhuma”

Publicado em Famosos 18/10/2020 às 12:18
Marília Mendonça pede desculpa por transfobia: “Não tenho razão nenhuma”

Marília Mendonça - Foto: reprodução

Marília Mendonça pediu desculpa, na live deste sábado (17), por uma fala transfóbica dita como se fosse brincadeira, na sua live anterior, em agosto. “Queria aproveitar esse momento da live para me desculpar por uma brincadeira sem graça que foi feita na última live. Todo mundo já sabe o que aconteceu. Eu não vim aqui para me justificar sobre nada, porque não tenho razão nenhuma”, disse a cantora.

“Tenho tentado aprender cada vez mais e me consertar. E deixar quem passa por isso todos os dias, que é a trans Alice”, continuou Marília Mendonça, chamando um vídeo gravado pela ativista trans Alice Felis.

Transfobia é a violência – nem sempre física – praticada contra mulheres e homens transgêneros ou transexuais, pessoas que não se identificam com o gênero a que foram designadas no nascimento, e por isso transitam entre a masculinidade e a feminilidade (no caso do transgênero), ou para o gênero oposto (transexual).

Entenda o caso

Numa live em agosto, Marília Mendonça debochou de um músico da banda, ao dizer que ele teria beijado “a mulher mais bonita da vida dele” na boate Diesel, em Goiânia, que se trata de uma boate LGBTQIA+. Tratou-se de uma piada sobre ele supostamente ter ficado com uma mulher transexual.

LEIA MAIS: O que significa cada letra da sigla LGBTQIA+

Uma das pessoas que assistia à live de Marília Mendonça era a modelo Bruna Andrade, mulher trans, que se sentiu agredida pela fala transfóbica. “A minha primeira pergunta é: qual é a graça de existir uma boate voltada para o público LGBTQIA+?”, publicou em rede social. “Quando um cara se relaciona com uma mina cis [pessoa que se identifica com o gênero a que foi designada no nascimento] é lindo. Quando o cara se relaciona com uma mina trans é chacota, piada, vergonha”, continuou.

“Nem sempre a transfobia é violenta, aparente. Às vezes é muito sutil. Muita gente viu o vídeo e não achou nada demais”, refletiu Bruna Andrade.

O nome de Marília Mendonça ficou entre os mais comentados no Twitter. A cantora, então, pediu desculpas: “Aceito que fui errada e que preciso melhorar. Mil perdões. De todo o coração. Aprenderei com meus erros. Não me justificarei”.

À época, Pabllo Vittar publicou no Twitter: “O ano é 2020 e ainda tem gente que acha engraçado fazer piada transfóbica!”.

Compartilhe
Publicado por
Romero Rafael

Comentários