publicidade
10/01/20
Santa Cruz já está classificado para a segunda fase da Copinha. Foto: Divulgação/Santa Cruz
Santa Cruz já está classificado para a segunda fase da Copinha. Foto: Divulgação/Santa Cruz

Atacante é um dos destaques do Santa Cruz na Copa São Paulo de Futebol Júnior

10 / jan
Publicado por Klisman Gama em Notícias às 15:01

O Santa Cruz passou de fase na Copa São Paulo de Futebol Júnior com uma bela campanha. 100% de aproveitamento e primeiro lugar da chave. Além disso, um bom futebol que tem criado expectativas para os garotos que lá estão e podem, em um futuro próximo, defender as cores do Tricolor na equipe profissional. Alguns desses nomes já têm sido comentados pela torcida coral, como os meias João Cardoso e Felipe Cabeleira, e os atacantes Gaúcho e Felipe Doido. Este último marcou um gol até agora na campanha e já esteve aqui nas páginas do Blog do Torcedor e Jornal do Commercio.

LEIA MAIS

>> Santa Cruz contrata zagueiro Denilson, vindo do Sub-23 do Grêmio

>> Opinião: Santa precisa se apressar para repor provável saída de Didira

>> Após 15 nomes anunciados, Santa Cruz planeja mais cinco reforços

>> Maioria da torcida do Santa Cruz nas redes sociais aprova volta de Tiago Cardoso

>> Confira três momentos emblemáticos de Tiago Cardoso no Santa Cruz

>> Marketing do Santa Cruz vê instalação de cadeiras distante e revela 90% de inadimplência atual

Com 18 anos, Felipe Almeida, mais conhecido como Felipe Doido, é uma das promessas da base coral. Morador de Paratibe, em Paulista, o atleta tem o Santa Cruz como uma segunda casa. “O Santa Cruz é minha segunda família. Me acolheu desde os nove anos de um jeito que não tenho como falar”, falou na época à reportagem do Jornal do Commercio.

Nesta Copa São Paulo, a segunda que ele disputa, já tem sido titular da equipe coral. Disputou os dois primeiros jogos e acabou ficando de fora do último, diante do Flamengo-SP. Além do meia João Cardoso, Felipe é um dos nomes que se destaca. Mas é um jogador que tem sido trabalhado com bastante atenção pela comissão técnica, que foca também a questão psicológica do atleta.

“Felipe é um cara de extrema capacidade de um contra um e finalização de jogadas. Porém estamos trabalhando muito a capacidade psicológica dele, que às vezes se deixa levar pelas coisas de fora. Então temos muito cuidado de blindar ele, conversar sempre antes e depois dos jogos. Ele é um menino muito alegre e acaba deixando isso ultrapassar muitas vezes as linhas. Então estamos tendo muito cuidado para lapidar ao máximo para quando ele chegar no profissional, não bater e voltar”, avaliou o treinador do Sub-20 do Santa Cruz, Felipe Alves.


FECHAR