publicidade
11/07/18
Bélgica vai enfrentar a Inglaterra no sábado, às 11 horas (de Brasília). Foto: Divulgação/FIFA
Bélgica vai enfrentar a Inglaterra no sábado, às 11 horas (de Brasília). Foto: Divulgação/FIFA

Kompany projeta terceiro lugar histórico e futuro ‘ambicioso’ da geração belga

11 / jul
Publicado por Tiago Morais em Copa 2018 às 22:30

O zagueiro Vincent Kompany afirmou que a Bélgica tem de manter a autoconfiança mostrada ao longo da Copa do Mundo para vencer a Inglaterra no sábado, às 11 horas (de Brasília), em São Petersburgo, na disputa pelo terceiro lugar, e conquistar o melhor resultado da história do país na competição.

“Se conseguirmos terminar em terceiro, é o melhor resultado da Bélgica em Mundial. As pessoas se divertiram em casa. Elas têm comemorado e nós não devemos esquecer que este torneio também é sobre isso (confraternização)”, disse o defensor.

Leia Mais:

Croácia vira sobre a Inglaterra e vai enfrentar a França em final inédita

Com terceira prorrogação, Croácia jogou o equivalente a mais uma partida

Deschamps recorda duro caminho até final em Moscou

Pogba diz que França precisa evitar ‘erro’ cometido na Eurocopa

Kompany avaliou, porém, que, independentemente do placar da partida a seleção belga, apelidada de ‘geração de ouro’ pela qualidade dos jovens atletas – como Eden Hazard, Kevin De Bruyne e Romelu Lukaku -, ainda vai dar alegria aos torcedores na próximas competições importantes.

“Então, talvez para o futuro, ainda façamos algo de bom para o futebol belga”, projetou, ao comentar ainda que a manutenção do grupo “permite ao país ser mais ambicioso e acreditar em seu próprio talento”.

Belgas querem fazer história

O meia De Bruyne mostrou a expectativa de fazer história e deixar a Copa com o sentimento do dever cumprido. “Temos agora apenas um desejo: ganhar o sexto jogo na Rússia para podermos ir de férias ainda mais em paz conosco.” Antes da derrota para os franceses, os belgas ganharam de Panamá (3 a 0), Tunísia (5 a 2) e Inglaterra (1 a 0) na primeira fase, passaram pelo Japão (3 a 2) nas oitavas de final e pelo Brasil (2 a 1) nas quartas de final.

Pelas redes sociais, o meia Adnan Januzaj afirmou que estava triste pela derrota na semifinal para a França, por 1 a 0, terça-feira, mas enfatizou que existem muitos pontos positivos para tirar desta Copa. “Tenho orgulho de jogar com essa ótima equipe. Obrigado a todos os fãs pelo seu incrível apoio! Aprecio muito. Muito amor. Falta um jogo.”


FECHAR