publicidade
13/04/21
Foto: Santa Cruz/Divulgação
Foto: Santa Cruz/Divulgação

Santa Cruz perde para o Cianorte e está fora da Copa do Brasil

13 / abr
Publicado por Carolina Fonsêca em Notícias às 21:03

Uma semana marcada por perdas e despedidas para o Santa Cruz. Nesta terça-feira (13), foi a vez dos tricolores dizerem adeus para a Copa do Brasil de 2021, depois de perderem para o Cianorte por 1×0, na partida que valia a classificação para a terceira fase da competição, além de uma premiação de R$ 1,7 milhão.

LEIA MAIS 

>> Sport e Santa Cruz: muitas semelhanças neste começo de temporada

>> Santa Cruz anuncia retorno do goleiro Geaze, cria das categorias de base

>> Zagueiro Hebert Silva é o novo reforço do Santa Cruz para temporada 2021

Com essa derrota, a Cobra Coral, que se despediu da Copa do Nordeste no último sábado (10), segue disputando apenas o Campeonato Pernambucano, até que a Série C de 2021 se inicie. No próximo domingo (18), o Santa tem um Clássico das Emoções pela frente, e encara o Náutico, no estádio dos Aflitos, pela 6ª do Estadual.

O jogo

Apesar de ser uma decisão, Cianorte e Santa Cruz fizeram um primeiro onde o futebol não fluiu para nenhum dos dois lados. Os tricolores tentavam não deixar o Cianorte jogar e os donos da casa esperavam um espaço para crescer no jogo.

O lance de maior perigo, a favor da Cobra Coral, no primeiro tempo aconteceu aos oito minutos, quando Pipico puxou contra-ataque e fez um bom passe para Madson, que finalizou, mas mandou por cima do gol. Depois disso, o Santa praticamente não criou mais. Para agravar a situação da equipe pernambucana, aos 31 minutos, em uma disputa de bola, Augusto Potiguar deixou o braço no atacante Grafite, do Cianorte e o árbitro deu cartão vermelho para o lateral tricolor.

Com um a menos, o Santa Cruz precisava se desdobrar. Já o Cianorte encontrou o espaço que queria para crescer na partida e começou a arriscar mais, levando perigo para o gol de Jordan. Aos 38 minutos, Calabrês mandou um chute forte, direto para o gol e Jordan espalmou, mandando a bola para escanteio. No minutos seguinte, após a cobrança do escanteio,  Rael ficou com o rebote e chutou, mas mandou por cima do gol tricolor.  A partida foi para o intervalo empatada em 0x0, o que levava a decisão para os pênaltis.

O Cianorte, que havia se despedido do primeiro tempo já mais agressivo, voltou para a segunda etapa com mais intensidade e pressionou bastante o Santa Cruz, principalmente pelo lado esquerdo, em cima de Alan Cardoso. A Cobra Coral se viu presa no seu campo de defesa durante boa parte do segundo tempo, sofria para puxar contra-ataques e até mesmo para sair jogando quando tinha a posse de bola.

Complicando ainda mais a vida do Tricolor do Arruda, a nova postura da equipe paranaense e a vantagem numérica no gramado fizeram a diferença. Aos 20 minutos, Rael cobrou escanteio, mandou a bola na área e Maurício cabeceou no canto gol, abrindo o placar no Albino Turbay.

Depois de marcar o gol, o Cianorte ainda teve chances de aumentar o placar, inclusive, enquanto a equipe coral finalizou apenas quatro vezes, os paranaenses chutaram a gol em 16 oportunidades. Mas nenhum dos lados balançou mais as redes e a partida terminou com uma vitória simples do Cianorte por 1×0.

Ficha do jogo:

Cianorte – Bruno; Michel, Doma, Maurício e Rael; Morelli, Zé Vitor (Sávio) e Calabrês; Buba, Pachu (Tales) e Grafite (Wilson Junior). Técnico: João Burse.

Santa Cruz – Jordan; Augusto Potiguar; William Alves, Célio Santos e Alan Cardoso (Eduardo); Caetano (Ítalo Henrique), Karl (Ítalo Melo) e Derley (Marcos Vinícius); Chiquinho (Péricles), Madson e Pipico. Técnico: Roberto de Jesus.

Local: estádio Albino Turbay, Cianorte-PR.

Horário: 19h.

Árbitro: Dewson Fernando Freitas Da Silva (PA).

Assistentes: Helcio Araujo Neves (PA) e Marcio Gleidson Correia Dias (PA).

Gols: Maurício (Cianorte), aos 20 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos: Alan Cardoso (Santa Cruz); Zé Vitor (Cianorte); Chiquinho (Santa Cruz); Morelli (Cianorte); Eduardo Doma (Cianorte);.

Cartões vermelhos: Augusto Potiguar (Santa Cruz).


FECHAR