publicidade
25/08/20
Jair Ventura já comandou Botafogo, Corinthians e Santos. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Jair Ventura já comandou Botafogo, Corinthians e Santos. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Sport aposta em Jair Ventura para repetir feito do Botafogo de 2016

25 / ago
Publicado por Lourenço Gadêlha em Notícias às 16:02

Quando resolveu buscar Jair Ventura no Rio de Janeiro, o Sport foi atrás do técnico que ficou conhecido nacionalmente por ter feito ótima campanha no Botafogo em 2016. A notória trajetória do time que apresentava limitações técnicas e financeiras muito se assemelha com o que o novo comandante rubro-negro precisará repetir agora em 2020 no Leão, com o principal objetivo de evitar uma nova queda para a Série B do Brasileiro.

Filho de Jairzinho, o Furacão da Copa de 1970, Jair Ventura chegou ao Botafogo como preparador físico, depois se tornou técnico da equipe sub-20, até passar a integrar a comissão permanente como auxiliar técnico do profissional. Em 2016, a saída do então treinador Ricardo Gomes rumo ao São Paulo, abriu caminho para efetivação do então auxiliar técnico Jair Ventura, que assumiu o Botafogo na 17ª posição, com 20 pontos. Era a temporada de retorno do Fogão à elite do futebol nacional, já que o clube havia disputado a Série B em 2015, quando se sagrou campeão.

Naquela ocasião, a troca de comando foi a virada de chave determinante para a arrancada do time alvinegro no Brasileiro. Em quatro meses, com um elenco limitado e com poucos recursos financeiros, Jair Ventura somou 12 vitórias, três empates e sete derrotas em 22 jogos. O desempenho foi coroado com uma vaga na pré-Libertadores após a vitória na última rodada sobre o Grêmio por 1 a 0, em Porto Alegre.

LEIA MAIS:

> Após troca de treinador, diretor destaca dificuldade financeira para trazer reforços para o Sport

> Torcida do Sport aprova contratação de Jair Ventura em enquete do JC

> Novo técnico do Sport, Jair Ventura manda recado para torcida: “Estou chegando para que juntos possamos fazer um grande trabalho”

> Dirigente do Sport explica saída de Daniel Paulista: “Precisamos de uma equipe reativa”

> Após derrota para o São Paulo, Sport demite técnico Daniel Paulista

O técnico não só cumpriu o objetivo principal de tirar a equipe da zona de rebaixamento, como engatou uma sequência positiva que embalou o time rumo à Libertadores. O desempenho rendeu à Jair Ventura o prêmio de técnico revelação do Campeonato Brasileiro daquele ano pelo notório trabalho com o Botafogo, principalmente no segundo turno. De contrato renovado por dois anos, a parceria seguiu rendendo bons resultados também no ano seguinte.

Em 2017, o Fogão começou na Pré-Libertadores e precisou eliminar o Colo-Colo e o Olimpia para chegar à fase de Grupos. Na oportunidade, o Botafogo avançou de fase no grupo 1, composto por Atlético Nacional, Estudiantes e Barcelona de Guayaquil. Já nas oitavas de final, superou o Nacional do Uruguai, mas acabou eliminado nas quartas de final para o Grêmio, campeão daquela edição. No Brasileiro, o Botafogo ficou em 10º lugar com 53 pontos. Ao todo na temporada, Jair Ventura comandou a equipe em 73 jogos, com 31 vitórias, 18 empates e 24 derrotas.

SANTOS

Em alta após um ano e quatro meses à frente do time de General Severiano, Jair Ventura rumou para comandar o Santos na temporada 2018. No alvinegro praiano, no entanto, a passagem não foi tão exitosa como no clube carioca. Mesmo comandando nomes como Rodrygo, Bruno Henrique e Gabigol na linha de frente, o técnico durou apenas sete meses no cargo, com um aproveitamento de 44,4%, com 14 vitórias, 10 empates e 15 derrotas. O desempenho abaixo do esperado foi alvo de muitas críticas pela torcida do Peixe.

CORINTHIANS

Ainda naquela temporada, o técnico assumiu outro time paulista e, por coincidência, o terceiro alvinegro de sua carreira. Em setembro, Jair Ventura acertou com o Corinthians para substituir Osmar Loss. Com pouco tempo de trabalho, levou o Timão à final da Copa do Brasil, quando saiu derrotado para o Cruzeiro. Porém, o desempenho no geral foi muito ruim. Ao todo, ele conquistou quatro vitórias, seis empates e nove derrotas, totalizando um aproveitamento de 31,5%. Foi a pior pontuação do Corinthians no Brasileiro desde o rebaixamento, em 2007.

Da saída do Corinthians até o momento, foram quase 20 meses sem treinar nenhum clube. O hiato, no entanto, não foi um empecilho para a contratação, já que Jair Ventura chega ao Leão respaldado pela diretoria do Sport, que aposta todas as suas fichas numa reedição daquela temporada à frente do Botafogo em 2016 para quem sabe comandar também uma arrancada no Leão da Ilha.

“A forma e a maneira tática de Jair jogar é o que levou a diretoria optar por sua contratação. A opção de passar praticamente dois anos sem treinar nenhum clube foi de Jair. Ele preferiu resolver um problema familiar e estudar mais o futebol. Então entendo que é um treinador da safra nova, que tem capacidade de fazer um grande trabalho no Sport. Essa é a nossa confiança e da torcida. Eu desejo ao Jair que ele faça aqui no Sport aquilo que foi feito no Botafogo”, disse o diretor de futebol do Sport, Wanderson Lacerda, em entrevista ao comentarista Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal.


FECHAR