publicidade
08/12/19
Chapa apoiada pela situação teve ampla maioria dos votos no Conselho Deliberativo. Foto: Léo Lemos/Náutico
Chapa apoiada pela situação teve ampla maioria dos votos no Conselho Deliberativo. Foto: Léo Lemos/Náutico

Edno Melo é reeleito no Náutico e chapa apoiada tem maioria dos votos no conselho

08 / dez
Publicado por Fernando Castro em Náutico às 20:59

O clima conturbado nos bastidores das eleições do Náutico, durante a última semana, ficou de lado. Com um clima amistoso e muita tranquilidade durante todo o dia, 1.198 sócios compareceram à sede dos Aflitos, votaram e confirmaram à reeleição do atual presidente Edno Melo, candidato único para executivo. Para o Conselho Deliberativo, a chapa liderada por Alexandre Carneiro, apoiada pela situação, ganhou a ampla maioria dos votos e conquistou 186 cadeiras no conselho.

Reeleito ao lado do vice-presidente Diógenes Braga, Edno Melo recebeu 1.150 dos 1.198 votos dos sócios alvirrubros. Para a eleição do executivo, 47 pessoas votaram em branco e um sócio votou nulo. O atual mandatário alvirrubro é o primeiro presidente a ser reeleito após Ricardo Valois, que presidiu o Náutico entre 2004 e 2007. Com um sistema de voto manual, seis urnas estiveram disponíveis para os sócios, que votaram de forma tranquila, sem formação de filas.

“Os torcedores estão vendo que o que está sendo planejado está sendo executado de maneira maestral. A gente não consegue fazer nada que não seja planejado, então eu quero primeiramente agradece esse carinho e amor que a torcida está passando para o clube, esse momento plural do Náutico é muito importante para gestões futuras. A gente está aqui hoje, vou ser o presidente do clube por mais dois anos, mas o Náutico vive para sempre, então é essa mensagem que a gente quer passar. O Náutico não pode ser tratado de qualquer jeito, quem quer o Náutico melhor, com conquistas e títulos, tem que tratar o clube bem, isso estamos fazendo”, declarou o presidente Edno Melo, após ter reeleição confirmada.

LEIA MAIS

>Náutico acerta com atacante paraguaio Guillermo Paiva, do Olímpia-PAR

>SJCC elege os melhores do ano em Pernambuco

>Os diferentes cenários das eleições do Náutico

CLIMA AMENO

O processo eleitoral teve início pontualmente às 8h, com uma roda de oração conduzida pela Comissão Eleitoral, com a figura do presidente Paulo Azevedo iniciando as atividades. De forma gradativa, a movimentação acelerou até o fim da manhã. Até as 9h, na primeira parcial divulgada, pouco mais de cem pessoas haviam votado, 221 até as 10h e praticamente duplicando o número às 11h, com 424 votos.

O presidente executivo Edno Melo, ao lado do vice-presidente Diógenes Braga, votaram pela manhã, assim como os três membros que encabeçaram as chapas na disputa pelo Conselho Deliberativo. Alexandre Carneiro, apoiado pela situação, e Newton Morais e Raphael Gazzaneo, saíram confiantes em alcançar o número de votos mínimo que garantissem a representatividade esperada no Conselho.

CONSELHO DELIBERATIVO

Apesar do clima tenso nos bastidores, com a tentativa de impugnação da candidatura de Newton Morais, as eleições para o Conselho Deliberativo ocorreram também com um cenário de tranquilidade. A composição do órgão é feita de forma proporcional ao percentual que cada chapa obteve nas urnas. Dessa maneira, a chapa da situação, coordenada por Alexandre Carneiro, terá o direito de indicar 186 conselheiros. Enquanto a chapa encabeçada por Newton Morais, terá 43 representantes e, por último, o grupo liderado por Raphael Gazzaneo contará com 34 lugares no conselho.

Dentre os nomes que cada chapa propôs, serão eleitos os conselheiros de acordo com a antiguidade na matrícula de sócio, outra determinação estatutária. Havendo empate em relação a data de associação, o desempate será pela idade, com preferência para o candidato mais velho.

Passada a eleição, os 270 conselheiros eleitos tomarão posse até o quinto dia útil do próximo ano. Na ocasião, através de uma eleição indireta, os conselheiros elegerão o presidente, o vice-presidente, bem como para o primeiro e segundo secretário do Conselho Deliberativo, que terão um mandato de quatro anos. Até o momento, as chapas lideradas por Newton Morais e Raphael Gazzaneo não indicaram os candidatos e apenas Alexandre Carneiro foi indicado previamente para concorrer a presidência, representando a situação.

VOTOS

Executivo

Total de votos: 1.198

1.150 para a chapa única (Edno Melo e Diógenes Braga)

47 brancos e 1 nulo

Conselho Deliberativo

Votos válidos: 1.187

8 brancos e 3 nulos

Formação do Conselho Deliberativo para os próximos quatro anos:

Chapa 100, de Newton Morais: 43 cadeiras

Chapa 200, de Alexandre Carneiro: 186 cadeiras

Chapa 300, de Raphael Gazzaneo: 34 cadeiras


FECHAR