DECLARAÇÕES

Spike Lee volta atrás e pede desculpas por ter defendido Woody Allen

Publicado em Cinema Famosos 15/06/2020 às 12:19
Spike Lee volta atrás e pede desculpas por ter defendido Woody Allen

O diretor de cinema Spike Lee (Foto: Reprodução/Instagram)

Um dos grandes nomes de Hollywood, Spike Lee pediu desculpas publicamente no sábado, 13. O diretor de cinema afirma que se arrepende de ter defendido o colega de profissão Woody Allen.

LEIA TAMBÉM:Julia Konrad desabafa sobre assédio de homens em rede social: “Estou cansada de aturar”

Woody Allen possui várias acusações de abuso sexual na sua carreira. Sua ex-mulher, Mia Farrow, chegou a acusá-lo de ter abusado a filha dela quando a criança tinha 7 anos. Outro escândalo foi o envolvimento do diretor com a filha adotiva de Mia, com quem está casado até hoje.

Já Spike Lee chegou a defender Woody Allen do ‘cancelamento’ promovido pelas redes sociais e internet. Foi durante uma entrevista de rádio em Nova York na sexta, 12, que Lee proferiu elogios ao diretor.

“Woody Allen é um grande, grande cineasta e essa onda de cancelamento não é só com o Woody. Quando a gente olhar para trás, a gente vai perceber que não dá para apagar alguém como se a pessoa nunca tivesse existido”.

Pouco tempo depois, Spike Lee foi ao Twitter voltar atrás com a declaração. “Minhas palavras foram erradas. Eu não aceito assédio, abuso ou violência sexual”, escreveu. “Essas coisas causam danos reais que não podem ser minimizados”.

Compartilhe
Comentários