"AGORA BASTA"

“O convívio com aquela gente ruim contaminou a Regina que pensei existir na Regina Duarte”, desabafa Maitê Proença

Publicado em Notas 8/05/2020 às 18:42
“O convívio com aquela gente ruim contaminou a Regina que pensei existir na Regina Duarte”, desabafa Maitê Proença

Maitê Proença; Regina Duarte - Fotos: reprodução

Maitê Proença deu depoimento ao jornal O Globo sobre as falas e a postura de Regina Duarte, secretária especial da Cultura do Governo Bolsonaro, na desastrosa tentativa de entrevista feita pela CNN Brasil, nesta quinta (7) . “Defendi o direito de Regina a uma escolha diferente da minha e da maior parte de nossa classe [com relação a Bolsonaro], agora basta. Com as posturas de ontem, com a banalização do que foram as mortes da ditadura, o ‘la-la-ri qua qua qua’, o desrespeito e a desinformação, chega! O convívio com aquela gente ruim contaminou a Regina que pensei existir na Regina.”

Durante a mal-sucedida entrevista, a CNN Brasil exibiu um vídeo enviado por Maitê Proença, em que a atriz questiona Regina Duarte, enquanto secretária especial da Cultura que é, sobre medidas de socorro aos artistas durante a pandemia e sobre o silêncio diante das mortes de importantes nomes da cultura brasileira, como Moraes Moreira, Rubem Fonseca, Aldir Blanc e Flávio Migliaccio.

Regina Duarte agiu de forma irritada e deseducada. Não prestou atenção na fala da colega de profissão e deu chilique, como ela mesma disse – mesmo tendo sido Maitê uma das poucas a apoiar a sua ida para a Secretaria. Com mugangas e reclamações, Regina ainda alegou que o vídeo era antigo e que Maitê tem seu telefone, caso queira falar com ela.

Assista:

Leia o depoimento completo de Maitê Proença ao jornal O Globo:

Hoje o General Villas Boas defende a entrevista de Regina pela demonstração de humanismo, grandeza, perspicácia, inteligência, humildade, e por aí vai. Eles parecem habitar um mundo paralelo àquele do bom senso e do respeito à população. Por outro lado, a brigada dos bolsonaristas atira pedras, por entender que, quando, na minha intervenção, menciono as vaquinhas que têm sustentado os trabalhadores do setor cultural, significa que aqueles que têm uma reserva de dinheiro dão para quem está passando fome. Assim tem sido no nosso meio, desatendido, como tantos. Enquanto isso, os dirigentes não encontram uma forma rápida e eficaz de assistência para ajudar a população, pagadora de impostos escorchantes.

No princípio, defendi o direito de Regina a uma escolha diferente da minha e da maior parte de nossa classe. Muitos confundiram minha posição com um alinhamento em defesa dessa criatura que nos desgoverna. Nunca! Não votei nele!! Mas entendi que ela enxergasse de outra forma, e achei errado apedrejá-la por sua opinião. Onde estaríamos? Mas agora basta. Com as posturas de ontem, com a banalização do que foram as mortes da ditadura, o ‘la-la-ri qua qua qua’, o desrespeito e a desinformação, chega! O convívio com aquela gente ruim contaminou a Regina que eu pensei existir na Regina.

Artistas criticaram Regina Duarte

A cantora Anitta, o autor de novelas Walcyr Carrasco e muitos colegas de profissão de Regina Duarte, como Deborah Bloch, Tonico Pereira e Bruno Gagliasso, rechaçaram as falas e a postura da secretária especial de Cultura, que minimizou as mortes que têm ocorrido por causa do coronavírus, assim como as que ocorreram na ditadura no Brasil. Na entrevista, Regina Duarte ainda citou Hitler e Stalin.

Compartilhe
Publicado por
Romero Rafael

Comentários