EM FIM DE TRATAMENTO

“Estou me sentindo curada”, diz Ana Maria Braga a Fátima Bernardes, na sua volta à TV

“Estou me sentindo curada”, diz Ana Maria Braga a Fátima Bernardes, na sua volta à TV

Ana Maria Braga no link ao vivo com Fátima Bernardes - Foto: reprodução

Publicado em Famosos 20/04/2020 às 3:29

Fátima Bernardes e Ana Maria Braga voltaram à grade da Globo, nesta segunda (20), após a suspensão devido à pandemia. O retorno é parcial: o “Encontro com Fátima Bernardes” vai ao ar, mas sem plateia nem convidados para todo o sofá; apenas um por dia. O “Mais Você”, de Ana Maria Braga, continua suspenso, mas a apresentadora aparecerá, diariamente, ao vivo, dentro do programa de Fátima, para fazer uma receita. Nessa volta, as duas conversaram sobre os efeitos do isolamento social e também sobre o tratamento de câncer no pulmão a que Ana Maria tem se submetido.

“Eu não tive queda de cabelo, já fiz a quarta quimioterapia e a quarta imunoterapia. Tenho um retorno essa semana, para saber se já foi tudo embora. Estou me sentindo muito bem. Tem um mal-estar normal, porque tem muita química no organismo. Tem todos aqueles sintomas: enjoo, mal-estar, cansaço. Mas estou me sentindo curada. O mais importante de tudo isso é brigar e lutar, nessa guerra, a favor da gente. Quero muito agradecer a todas as pessoas que querem saber como estou, como está sendo. Quero agradecer muito o carinho que tenho recebido”, contou Ana Maria Braga.

A apresentadora do “Mais Você” brincou, ainda, com a ausência do Louro José nas suas manhãs: “E a falta do Louro que eu sinto, que não acaba nunca mais? Pensa que papagaio não pega corona? O meu pega”.

LEIA TAMBÉM: Ana Maria Braga fez 71 anos; mensagem de Ana Furtado a emocionou: “Só choro”

A pandemia

Sobre o isolamento social, Ana Maria Braga disse a Fátima Bernardes que, após a quarentena, vai fazer um bolo e dar uma festa para os netos. “Eu não consigo vê-los a não ser por essa telinha. Você não faz ideia do que é a vontade de beijar e abraçar. Eu vejo as crianças, elas cresceram”, comentou.

“Eu já passei dos 60 anos, e, segundo as informações, este vírus ataca pessoas com mais idade. Obviamente, isso passa pela cabeça da gente. Da mesma forma que eu encaro este tratamento [contra o câncer] de forma positiva, a gente se protege, porque é assustador. Eu estou com um risco duplo. Além de estar com um tratamento de pulmão, que é onde esse vírus mais ataca. Então, eu preciso tomar cuidados redobrados. Essa recomendação de ficar em casa é fundamental”, contou, sobre os cuidados.

Compartilhe
Publicado por
Romero Rafael

Comentários