TESTAMENTO

Viúva de Gugu Liberato recorre à Justiça para ser reconhecida como herdeira no testamento

Viúva de Gugu Liberato recorre à Justiça para ser reconhecida como herdeira no testamento

Gugu Liberato apresentava o 'Canta Comigo', da Record TV (Foto: Reprodução/Twitter)

Publicado em Famosos 20/12/2019 às 10:36

Mãe dos três filhos de Gugu Liberato, a viúva do apresentador Rose Miriam Souza di Matteo irá recorrer à Justiça. Para ter acesso aos bens do falecido marido, a médica deseja ser reconhecida como uma das herdeiras. O casal possuía um relacionamento de 19 anos.

LEIA MAIS: Hospital homenageia Gugu Liberato pela doação de órgãos: “Heroico”

De acordo com a Folha de São Paulo, Rose Miriam não era casada oficialmente com Gugu Liberato, mas solicita o reconhecimento da união estável. Ela se defende alegando que o apresentador foi o único homem da vida dela e que qualquer mulher faria o mesmo. “Sempre fomos uma família. Marido e mulher, mãe e pai de três filhos”, declarou em entrevista.

Gugu Liberato faleceu devido a uma queda dentro da própria casa, em Orlando, nos Estados Unidos. Os bens foram divididos entre os três filhos e os cinco sobrinhos do apresentador. No entanto, Rose Miriam não foi citada no documento.

Enquanto 75% da fortuna foi destinada aos filhos, João, Sofia e Marina, 25% ficou para os sobrinhos. Rose Miriam deseja o reconhecimento e, com isso, terá direito a metade da herança.

Controvérsias

Recentemente, porém, a irmã de Gugu Liberato, Aparecida, esclareceu a disputa de bens que ocorre na família do apresentador. De acordo com ela, a própria Rose Miriam, além de outros familiares, reconheceram o testamento.

No texto de Aparecida, a família de Rose Miriam incentivou que a atual viúva contratasse outro advogado para analisar o caso. A médica, porém, voltou atrás e não quis mais ser representada por outro profissional.

Enquanto isso, familiares de Gugu afirmaram que a união entre ele e a viúva não era de união estável, mas de amizade. Rose Miriam negou as acusações. “Não quero nada para mim. É tudo deles. Eu só vou viver de usufruto para poder me manter”, defendeu. A justificativa é que o que ela receber irá doar para os filhos.

Compartilhe
Comentários