publicidade
06/12/17
Edno Melo será presidente do Náutico a partir de janeiro. Foto: André Nery/Acervo JC Imagem
Edno Melo será presidente do Náutico a partir de janeiro. Foto: André Nery/Acervo JC Imagem

Para presidente eleito, Náutico precisa quase de uma “refundação”

06 / dez
Publicado por Karoline Albuquerque em Instant Articles às 19:29

A temporada 2017 já acabou há algumas semanas para o Náutico e a preparação para o ano de 2018 segue a toda no clube da Rosa e Silva. Porém, segue com as restrições de quem tem um orçamento apertado para montar um time prestes a disputar a seletiva do Nordestão e com uma Série C no aguardo mais adiante. Os problemas financeiros são tantos que o presidente eleito alvirrubro Edno Melo afirma que é necessário algo perto de uma refundação.

“Uma instituição como o Náutico, com tantos débitos, tantas causas trabalhistas, folhas atrasadas, precisa quase que de uma refundação. A maior grandeza que um alvirrubro hoje pode ter é se oferecer para resgatar o clube nessa missão que é tão árdua. É o que estamos fazendo”, ponderou o futuro mandatário alvirrubro, em entrevista à Rádio Jornal.

LEIA MAIS:

“Era para eu ter retornado ao Náutico já na Série B”, revela Negretti

Náutico muda comissão técnica e busca reforços para o elenco de 2018

Náutico começa sem casa a temporada de 2018

Além de querer iniciar o próximo ano com uma folha salarial de no máximo R$ 200 mil, o clube também reduziu seu quadro de funcionários administrativos. Melo afirmou que está se “cortando na carne” para reduzir o que pode, enquanto busca novas receitas. Para o presidente, essa é a saída para o Náutico.

Com esse planejamento, o mandatário alvirrubro chama os torcedores para ajudarem da forma que for possível. “Convocar a torcida para que chegue junto, procure ajudar o que puder, se associando, pagando a mensalidade, vindo ver a obra dos Aflitos como está ficando. O Náutico é isso, determinação, força, vontade para a gente sair dessa”, concluiu Edno Melo.



PUBLICIDADE
FECHAR