publicidade
15/01/21
Camp Nou Foto: Reprodução/Barcelona
Camp Nou Foto: Reprodução/Barcelona

Barcelona adia eleições para presidente do clube devido à pandemia

15 / jan
Publicado por Lourenço Gadêlha em Futebol Internacional às 19:27

AFP O Barcelona decidiu adiar as eleições para a presidência do clube, marcadas para 24 de janeiro, devido às novas restrições para limitar a incidência da pandemia de covid-19 na Catalunha, anunciou a entidade espanhola nesta sexta-feira. “O clube confirmou a impossibilidade de realizar as eleições na data prevista devido às restrições de mobilidade decretadas pelo governo (catalão) no atual contexto de uma pandemia, e com isso a data das eleições deverá ser adiada”, afirmou o Barcelona em um comunicado.

A Catalunha está sujeita a severas medidas de restrição de viagens para combater o coronavírus, que matou mais de 53.000 em toda a Espanha em mais de dois milhões de casos confirmados. As eleições, ainda sem uma nova data marcada, são cruciais para o Barça, que enfrenta dificuldades financeiras e esportivas.

LEIA MAIS:

>> Mauricio Pochettino, técnico do PSG, testa positivo para covid-19

>> Rooney pendura chuteiras para se dedicar somente ao cargo de técnico do Derby Country

>> CBF altera fórmula da Copa do Brasil e edição 2021 terá uma fase a menos; entenda

>> Real Madrid empresta atacante para o Eintracht Frankfurt

>> Reinaldo Rueda, ex-Flamengo, é o novo técnico da Colômbia

>> Neymar e Álvaro, do Olympique, se alfinetam após PSG conquistar Supercopa da França

O clube pediu à Generalitat, o governo da região autônoma da Catalunha, que autorizasse o voto por correspondência para a eleição de seu presidente por seus 110.000 “sócios” (torcedores-acionistas). Joan Laporta, que ocupou o cargo de 2003 a 2010, Victor Font, Toni Freixa estão entre os principais candidatos à sucessão de Josep Maria Bartomeu, que renunciou em outubro após um verão marcado pela incerteza sobre o futuro de Lionel Messi.

O craque argentino havia anunciado o desejo de deixar o clube em que sempre jogou, mas acabou ficando. O futuro de Messi, que estará livre para partir quando seu contrato terminar em junho, continua sendo o centro de todas as preocupações.

O adiamento da eleição significa que não haverá nenhum novo presidente no comando no final de janeiro para a última semana da janela de transferências de inverno.  O Barcelona teve um início de campeonato muito difícil e, apesar da melhora nas últimas semanas, ocupa apenas o terceiro lugar, a sete pontos do líder Atlético de Madrid (que disputou dois jogos a menos), após 18 rodadas. O clube catalão vai enfrentar o PSG nas oitavas de final da Liga dos Campeões (jogo de ida em 16 de fevereiro e volta no dia 10 de março).


FECHAR