publicidade
04/01/21
Eduardo Carvalho é pré-candidato à presidência do Sport. Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem.
Eduardo Carvalho é pré-candidato à presidência do Sport. Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem.

Eduardo Carvalho diz que falta de data oficial para as eleições do Sport é um desrespeito com o torcedor

04 / jan
Publicado por Lucas Holanda em Notícias às 14:17

As eleições do Sport seguem indefinidas. Até o momento, sequer há data oficial para a realização do pleito, que anteriormente estava previsto para acontecer no dia 18 de dezembro, mas foi adiado pelo Conselho Deliberativo do clube para acontecer apenas ao término da Série A, previsto para o dia 24 de fevereiro. No entanto, mesmo com esse cenário de indefinição, a tendência é de que novidades sobre as eleições do Rubro-Negro aconteçam nos próximos dias, de acordo com o pré-candidato à presidência do Sport, Eduardo Carvalho, que concedeu entrevista ao comentarista Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal.

No mês de dezembro, após o adiamento das eleições do Leão, Eduardo Carvalho entrou com uma petição requerendo que seja decretada, em última instância, uma intervenção no Sport tendo como principal intuito acelerar o processo eleitoral do Rubro-Negro, marcado por indefinições. Segundo o pré-candidato à presidência, o fórum que vai avaliar essa petição voltou a funcionar nesta segunda-feira, após o recesso de fim de ano. Portanto, a expectativa é de que novidades aconteçam na próxima semana, definindo ou não se será necessário um interventor para cuidar das eleições do Sport.

“A ação tem como fim determinar a realização das eleições o quanto antes. O juiz da 12ª Vara Civil ao observar que já existia um edital estabelecendo a realização no dia 18, determinou que as providências necessárias para a realização das eleições no dia 18 fossem tomadas. É público e notório que isso não foi feito pelo Sport. Então há uma petição nossa, apresentada antes do recesso, requerendo que seja decretada, em última instância, a intervenção do Sport para o nosso desgosto, mas com o sentido de fazer com que essas eleições se realizem o mais rápido possível. A nação rubro-negra não pode ficar no colo dessas pessoas que se entendem donos do Sport”, explicou.

E o que iria acontecer se fosse determinado um interventor para cuidar das eleições do Sport? De acordo com Eduardo Carvalho, ele iria assumir o comando do processo eleitoral do clube, tomando as medidas necessárias para que o pleito aconteça de forma presencial, cumprindo o protocolo estabelecido pelo Governo de Pernambuco, ou de forma virtual, tendo como o primeiro passo o levantamento de empresas capacitadas para realizar o pleito desta forma. Além disso, Eduardo Carvalho criticou o fato de, até o momento, não ter uma data estabelecida para as eleições do Sport.

“Em que pese ter acontecido, de forma ilegal pelo Conselho, que também se perpetua de forma ilegal no poder, o adiamento foi feito sem data. Então nos encontramos atualmente sem data especificada para que as eleições aconteçam. É um desmando, uma falta de consideração com o torcedor rubro-negro”, explicou.

Uma curiosidade é que o Sport é o único clube da Série A com eleições originalmente marcadas para dezembro que não inicia 2021 com um novo presidente. Todos os outros times da Primeira Divisão (Atlético Mineiro, Bahia, Corinthians, Coritiba, Goiás, Internacional, Santos,  São Paulo e Vasco) tiveram eleições no mês passado e elegeram seus respectivos presidentes para os novos mandatos.

LEIA MAIS

Dez jogadores do Fortaleza testam positivo para a covid-19 e são desfalques contra o Sport

“Temos que entrar para atropelar, com todo respeito ao adversário”, diz volante Marcão

ELEIÇÕES DE FORMA VIRTUAL

Ao ser confirmado o adiamento das eleições do Sport, parte da torcida leonina ficou questionando sobre a possibilidade do Rubro-Negro realizar as eleições de forma virtual. No entanto, o clube alegou, por meio de nota oficial, que essa forma havia sido declinada em virtude do alto custo. No entanto, de acordo com Eduardo Carvalho, o recurso também apresenta um orçamento de uma empresa renomada de Pernambuco e que tem experiência nas eleições virtuais, o que facilitaria a realização do pleito de forma virtual, segundo o candidato.

“E essa empresa diz que, com os dados dos sócios em dia, corretamente armazenados, ela terá condições de realizar essas eleições em dez dias úteis. Agora, se for confirmado o deboche que o cadastro dos sócios do Sport encontra-se desatualizado, o que põe em risco a lista de sócios aptos para votar que eles publicaram, é de se fazer a contratação de uma empresa para que avalie quanto tempo será necessário para atualizar o cadastro. Segundo a administração atual, seria necessário dois meses para que o cadastro estivesse atualizado e as eleições fossem realizadas. Mas para isso precisa que aconteça a contratação de uma empresa, coisa que até agora não foi feito”, afirmou.


FECHAR