publicidade
13/07/20
Kieza e Erick são dois dos candidatos às vagas no ataque do Náutico. Foto: Caio Falcão/CNC
Kieza e Erick são dois dos candidatos às vagas no ataque do Náutico. Foto: Caio Falcão/CNC

Volta de lesionados, contratações e matemática da classificação: a preparação do Náutico para o retorno do Estadual

13 / jul
Publicado por Lucas Holanda em Náutico às 8:14

A primeira partida do Náutico após a paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus será no próximo domingo, dia 19 de julho, contra o Salgueiro, no estádio Cornélio de Barros, às 16h, em um duelo válido pela última rodada da primeira fase do Campeonato Pernambucano. O último jogo do Timbu antes da pausa causada pela covid-19 foi no dia 14 de março, diante do Fortaleza, no estádio dos Aflitos, onde o Alvirrubro foi derrotado por 3×0, em um duelo válido pela penúltima rodada da Copa do Nordeste. Daí por diante, campeonatos paralisados por mais de quatro meses.

RETORNO DE ALGUNS LESIONADOS

Durante esse período de paralisação, o Náutico conseguiu recuperar alguns jogadores que estavam no departamento médico. O zagueiro Camutanga, que não atua pelo Timbu desde a final da Série C do ano passado após romper o ligamento do joelho, está recuperado da lesão e é opção para o técnico Gilmar Dal Pozzo. Outros dois que estão aptos para jogo são os também defensores Diego Silva, que se recuperou de uma pubalgia, e Rafael Dumas, que passou por artroscopia após torcer o joelho. Com relação ao zagueiro Ronaldo Alves, ele só deve ficar apto para vestir a camisa do Alvirrubro novamente apenas na Série B, prevista para começar no dia 8 de agosto.

No setor ofensivo, o atacante Álvaro ainda não está apto para defender o Timbu. O jogador sofreu um problema no ligamento cruzado anterior e no menisco, realizou cirurgia no início deste ano e, assim como Ronaldo Alves, só deve retornar na Série B. Outro que não pode jogar no próximo domingo e provavelmente só deve atuar em 2021, é o atacante Matheus Carvalho, que teve uma ruptura de ligamento cruzado anterior do joelho direito em fevereiro de 2020. Ele já fez a cirurgia, mas ainda não está apto. Com a extensão da Série B até janeiro do ano que vem, há uma possibilidade do atleta participar da reta final da competição. Outra peça do sistema ofensivo que está de volta é o paraguaio Guillermo Paiva.

LEIA MAIS

Com altos e baixos na Copa do Nordeste, Náutico mira decisão contra o Bahia rumo ao mata-mata

Especialista avalia MP das transmissões: “fragmentação não é o caminho e exclusividade também não”

Thiago avalia concorrência no ataque do Náutico: “deixo para o treinador decidir quem estiver melhor”

RENOVAÇÕES E CONTRATAÇÕES

Além de recuperar alguns lesionados, o Náutico também reforçou o seu elenco. Conseguiu renovar com o atacante Erick e com o meia Jean Carlos, e também trouxe mais três reforços: repatriou o atacante Thiago, que veio por empréstimo do Flamengo; fechou com o meia Dadá Belmonte, do Água Santa; e o meia paraguaio Júnior Brítez, de 23 anos, e que tem passagem pela Olímpia-PAR e o sub-23 da Ponte Preta. Com exceção de Dadá Belmonte, que ainda vai disputar o restante do Campeonato Paulista pelo Água Santa, todos estão à disposição do técnico Gilmar Dal Pozzo para o duelo contra o Salgueiro.

MATEMÁTICA DA CLASSIFICAÇÃO

A última partida do Náutico no Estadual foi um empate por 2×2 diante do Retrô, no estádio dos Aflitos, no dia 8 de março. Com esse resultado, o Timbu não garantiu vaga no mata-mata da competição e chega na última rodada precisando pontuar para não correr o risco de ficar de fora da fase final do Campeonato Pernambucano e, consequentemente, disputar o quadrangular do rebaixamento. Se o Alvirrubro vencer o Salgueiro, no Cornélio de Barros, está classificado sem se preocupar com os outros resultados.

Caso o Náutico empate, vai precisar torcer para que Sport, Central ou Afogados não vençam seus jogos, com os dois últimos também precisando tirar um saldo de quatro gols – eles enfrentam Santa Cruz, Decisão e Vitória, respectivamente. Se pelo menos um desses empatar, o Timbu está classificado, mesmo que perca para o Salgueiro. Se os três adversários triunfarem de forma simples e o Carcará derrotar o Alvirrubro, aí o Náutico está eliminado e vai jogar o quadrangular do rebaixamento.


FECHAR