publicidade
29/05/20
39 torcedores morreram na tragédia. Foto: Aris Oikonomou / AFP
39 torcedores morreram na tragédia. Foto: Aris Oikonomou / AFP

Pequena cerimônia lembra os 35 anos da tragédia de Heysel

29 / maio
Publicado por Karoline Albuquerque em Futebol Internacional às 18:49

Da AFP – Uma breve cerimônia de homenagem, restrita devido às medidas sanitárias ligadas à covid-19, ocorreu nesta sexta-feira (29) em Bruxelas, no 35º aniversário da tragédia de Heysel. A cerimônia ocorreu em frente ao estádio (mais tarde renomeado Rei Balduino), na presença do prefeito de Bruxelas, Philippe Close, e dos embaixadores do Reino Unido e da Itália.

As flores foram colocadas em frente ao monumento onde estão escritos os nomes das 39 vítimas da tragédia. “É importante não esquecer essas vítimas. Esse trágico evento tornou possível erradicar o hooliganismo nos estádios”, disse Close.

LEIA MAIS:

>Libertadores pode recomeçar com protocolo inspirado no futebol Alemão

>Ex-presidente do Barcelona quer Neymar novamente na Catalunha

>PSG feminino renova contrato da brasileira Luana até 2021

No total, 39 torcedores, principalmente italianos (32), perderam a vida na final da Copa dos Clubes Campeões Europeus (que anos depois se tornaria a Champions League), vencida pela Juventus contra o Liverpool (1×0), graças a um gol do astro francês Michel Platini.

As equipes médicas também contabilizaram 600 pessoas que ficaram gravemente feridas. Vários hooligans ingleses provocaram um movimento de massa, esmagando centenas de torcedores contra a parede do estádio e causando muitas mortes, principalmente por asfixia.


FECHAR