publicidade
22/02/20
Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem
Foto: Brenda Alcântara/JC Imagem

Técnico do Sport avalia dificuldades de início de trabalho e comemora empate

22 / fev
Publicado por Klisman Gama em Notícias às 21:26

O empate em 1 a 1 entre América-RN e Sport, em Natal, trouxe alívio para o Rubro-negro ao fim do duelo. Depois de um bom primeiro tempo em que perdeu vários gols, o Leão sofreu uma blitz no começo da etapa complementar, levou um gol e poderia ter tomado outros. Porém, no final, a equipe conseguiu a igualdade nos acréscimos com Hernane. Para Daniel Paulista, mesmo com as dificuldades de um início de trabalho, foi um resultado considerado importante.

“Primeiramente, é um início de uma nova etapa e um novo ciclo. Colocamos a equipe que a gente entendia que seria a melhor para o momento, sem inventar. Uma escalação simples. Gostei do primeiro tempo, criamos muitas oportunidades. É lógico que não tivemos o capricho e nem a intensidade para finalizar um pouco melhor no último toque, mas no primeiro tempo o Sport foi melhor. Dominou as ações e poderia ter virado o primeiro tempo com o placar em vantagem, mas infelizmente não aconteceu”, comentou.

LEIA MAIS

>> “Está à disposição como todos os outros”, diz Daniel Paulista sobre Elton

>> Autor do gol de empate, Hernane Brocador valoriza resultado contra América-RN

>> Nos acréscimos, Sport arranca empate contra América-RN pela Copa do Nordeste

“Na volta do segundo tempo o gol logo no início a equipe se desestabilizou, a equipe não se encontrou, o América-RN dominou e poderia até ter feito um placar ali, mas o Luan fez boas defesas. E no final a equipe acabou crescendo, conseguiu o gol de empate em uma penalidade e poderia até ter feito o gol da virada. Vamos seguir trabalhando, muitas coisas precisam ser corrigidas e consertadas, mas é um início de trabalho. A gente sabe das dificuldade que teremos pela frente. A gente leva um ponto que pode ser importante lá no final para buscar essa classificação”, acrescentou.

MELHORA DO TIME

O Sport vinha de duas derrotas doloridas, diante do Brusque e Náutico, pelas Copa do Brasil e do Nordeste, respectivamente. Agora empatou novamente e ainda segue em uma sequência de sete jogos sem vencer. Mesmo com esse resultado, o time apresentou uma postura diferente – pelo menos no primeiro tempo – e o treinador já enxerga uma crescente na equipe rubro-negra.

“Acho que a melhora existiu. Tanto que o poder ofensivo da equipe no primeiro tempo foi muito bom. Criamos chances pelo lado, por dentro com tabelas. A equipe evoluiu, mas ainda precisa evoluir bastante muita coisa precisa ser trabalhada em todos os aspectos. não foi o resultado que a gente queria, mas pelas circunstâncias do jogo, a gente leva um ponto que pode ser importante no final”, encerrou.


FECHAR