publicidade
30/11/19
Pipico marcou 16 gols pelo Santa Cruz em 2019. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Pipico marcou 16 gols pelo Santa Cruz em 2019. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

“Quero fazer história no Santa Cruz”, afirma Pipico

30 / nov
Publicado por Davi Saboya em Notícias às 15:17

O atacante Pipico quer escrever o nome na história do Santa Cruz. Em entrevista exclusiva ao JC e Blog do Torcedor, o artilheiro coral revelou o desejo e mostrou consciência de que precisa conquistar títulos com a camisa tricolor ou pelo menos colocar o clube de volta na Série B. Pela segunda temporada seguida, o centroavante foi o destaque da equipe, mesmo o time tendo acumulando uma série de fracassos. Nessa temporada, ele conquistou a marca pessoal de artilheiro da Copa do Brasil ao balançar a rede cinco vezes.

Pipico dividiu o posto com os atacantes Guerrero (Internacional) e Luciano (Fluminense e Grêmio). Na Copa do Brasil de 2019, o Santa Cruz teve o melhor momento, visto que chegou na quarta fase do torneio nacional e parou no Fluminense, dentro de casa, derrotado na decisão por pênaltis.

LEIA MAIS

> Danny Morais deve assinar contrato com Santa Cruz de dois anos

> [Vídeo e Fotos] Santa Cruz corre contra o tempo para finalizar reforma do Arruda

> Diretor do Náutico revela interesse do Santa Cruz por lateral-esquerdo

“Fiquei muito feliz por ter conquistado a artilharia do torneio neste ano. Um momento incrível na minha carreira. Já fui artilheiro do Campeonato Carioca. Por onde passei, marquei gols e espero que em 2020 seja ainda melhor e que possa ajudar o clube a conquistar o objetivo. Vou bater na tecla de novo, quero conquistar algo pelo Santa Cruz. Quero fazer história”, afirmou o artilheiro tricolor.

Aos 34 anos, o atacante admitiu a rápida e forte ligação com o Santa Cruz. Na visão dele, a exaltação por parte dos tricolores acontece devido ao empenho mostrado dentro de campo. Em dois anos, Pipico disputou 39 partidas e 22 somou tentos marcados.

“Pude mostrar meu trabalho e o clube e a torcida reconhecem todo o esforço e empenho para ajudar. O carinho é recíproco. Preciso conquistar um título, entrar para história, para isso aumentar ainda mais”, comentou.


FECHAR