ENTENDA O PORQUÊ

No Twitter, Paula Toller é “cancelada” por suposto apoio a Bolsonaro

Publicado em Famosos 26/07/2020 às 11:39
No Twitter, Paula Toller é “cancelada” por suposto apoio a Bolsonaro

Paula Toller - Foto: reprodução

Depois de aparecer numa live recentemente, Paula Toller virou um dos assuntos mais comentados no Twitter. As desconfianças de que a ex-vocalista do Kid Abelha apoiou e/ou ainda apoia Jair Bolsonaro (sem partido) – que não são novidade – voltaram à tona em forma de cancelamento da cantora.

No Twitter, postagens relembraram o episódio em que Paula Toller entrou na Justiça contra o uso da música “Pintura Íntima”, dela com Leoni, pela campanha de Fernando Haddad (PT), concorrente de Bolsonaro e segundo colocado nas Eleições Presidenciais de 2018. Às vésperas do segundo turno, foi usado o trecho da música em que ela canta “amor com jeito de virada”.

À época, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) determinou que fossem retirados das redes sociais os vídeos que continham a música.

LEIA TAMBÉM:

Músicos que tocaram no Kid Abelha revelam os motivos para a separação da banda

Indenização

Por causa do uso da música pela campanha de Fernando Haddad, Paula Toller moveu processo na Justiça contra o Partido dos Trabalhadores pedindo indenização no valor de R$ 100 mil – ação ganha por ela. Toller também processou Leoni, seu ex-marido e ex-parceiro de Kid Abelha, que assina com ela a canção, por ter liberado a obra sem consultá-la e por ter feito outra versão também sem consultá-la, mesmo após a decisão do TRE. A cantora solicitou dele à Justiça indenização no valor de R$ 50 mil.

Veja parte da repercussão no Twitter:

Compartilhe
Tags:
Publicado por
Romero Rafael

Comentários