16
jun

Calendário Maia teria ‘erro’ e fim do mundo estaria para acontecer no próximo domingo (21); entenda

16 / jun
Publicado por O Viral às 17:33

Imagem: reprodução

O ano de 2020 trouxe mudanças pra lá de inesperada e continua sendo uma grande surpresa para mundo. Isso porque na última segunda-feira (15),  um cientista chamado Paolo Tagalogui apontou um erro na interpretação do Calendário Maia e afirmou: o apocalipse, na verdade, estaria para acontecer neste próximo domingo, dia 21 de junho de 2020.

Em sua conta no Twitter, Tagaloguin refez as contas: “Após o calendário juliano, estamos tecnicamente em 2012… O número de dias perdidos em um ano devido à mudança para o calendário gregoriano é de 11 dias. Durante 268 anos, usando o calendário gregoriano (1752-2020) vezes 11 dias = 2.948 dias. 2.948 dias / 365 dias (por ano) = 8 anos”.

Polêmica

A publicação original foi posteriormente apagada, mas o tempo que ficou no ar foi suficiente para reacender a discussão nas redes sociais e fora dela. Tabloides britânicos como “Mirror” e“The Sun” voltaram a falar do tema. A “Forbes”, inclusive, afirmou que na realidade os própria previsão dos Maias está equivocada.

“Há muitas razões para acreditar que os maias nunca estavam realmente prevendo o fim do mundo, mas sim que o ponto de corte no calendário deles era exatamente isso – o fim de um ciclo. Assim como nossos pais jogavam fora o calendário antigo todo mês de dezembro. Este não foi um sinal de nada mais do que o início de um novo ano e uma reciclagem do nosso sistema de cronometragem”, escreveram. O jornalista responsável, ainda, afirmou que o cálculo do suposto cientista Paolo não chegou ao resultado correto.

Redes sociais

Apesar dos bons argumentos, os fãs da teoria da conspiração não estão convencidos. Na internet, principalmente, no twitter, alguns estão certos que o fim do mundo está mais próximo do que todo mundo imagina e pandemia do novo coronavírus foi o início desse momento. Veja algumas reações:

LEIA MAIS: 

Família é encontrada ‘fugindo do fim do mundo’ e intriga polícia holandesa


Veja também