publicidade
17/10/18
Vacina, com quatro vezes mais antígenos, aumenta a proteção contra influenza em pessoas a partir de 65 anos (Foto ilustrativa: Freepik/Banco de Imagens)
Vacina, com quatro vezes mais antígenos, aumenta a proteção contra influenza em pessoas a partir de 65 anos (Foto ilustrativa: Freepik/Banco de Imagens)

Anvisa aprova uma nova vacina contra gripe exclusiva para idosos; confira

17 / out
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 17/10/2018 às 15:42

A Sanofi Pasteur acaba de receber a aprovação de registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de uma nova vacina contra gripe desenvolvida exclusivamente para idosos. Nessa população, a vacina apresentou-se 24,2% mais eficaz na proteção contra a gripe, em comparação à vacina contra influenza trivalente aprovada atualmente no Brasil.

Leia também:

Recife ganha centro-dia com atividades de lazer e de reabilitação para idosos

A vacina foi lançada nos Estados Unidos em 2010 e, desde então, mais de 67 milhões de idosos já foram protegidos com esse novo produto. “O Brasil tem uma população idosa crescente que precisa se proteger contra a gripe. O cuidado com esse grupo, especialmente para influenza, é uma necessidade notada há algum tempo e agora muitos serão beneficiados”, pontua o diretor-geral da Sanofi Pasteur, Hubert Guarino.

Adultos a partir de 65 anos são, particularmente, mais vulneráveis a complicações associadas ao vírus influenza, o que significa que a resposta de anticorpos após o recebimento da vacina tradicional contra a gripe nessa população é mais baixa do que em adultos jovens. A nova vacina foi desenvolvida e produzida para pessoas a partir de 65 anos e ajuda a promover uma resposta imune mais efetiva.

A gripe pode estar associada a complicações graves em idosos, como pneumonia, sendo que infecções causadas pelo vírus influenza estão relacionadas a 6 das 10 principais causas de hospitalização nesta população. Para aqueles com doenças crônicas, como diabetes, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), asma ou problemas cardíacos, o risco é ainda maior.

A vacina é trivalente e protege contra os vírus influenza H1N1, H3N2 e um tipo de influenza B, de acordo com a recomendação anual da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Além da vacinação do próprio idoso, para protegê-lo também é necessário vacinar as pessoas que estão ao seu redor. Quando vários indivíduos estão vacinados, ocorre o que chamamos de “proteção de rebanho” – ou seja, ao se proteger, também há proteção daqueles que estão em seu convívio, pois a circulação do vírus é reduzida. Quanto mais pessoas forem vacinadas, menos o vírus influenza será disseminado e mais pessoas dos grupos prioritários e de risco, que podem ser atingidos de forma mais grave, como os idosos, estarão protegidos.


FECHAR