publicidade
14/05/21
O histórico estádio Centenário, de Montevidéu, no Uruguai. Foto: AFP
O histórico estádio Centenário, de Montevidéu, no Uruguai. Foto: AFP

Estádio Centenário, de Montevidéu, será sede das duas finais continentais de 2021

14 / maio
Publicado por Davi Saboya em Notícias às 6:01

AFP – O mítico Estádio Centenário, em Montevidéu, receberá as finais de jogo único das Copas Sul-Americana e Libertadores de 2021, ambas em novembro próximo, anunciou a Conmebol nessa quinta-feira.

O jogo decisivo da Sul-Americana será disputado no sábado, dia 6 de novembro, e o da Libertadores, no sábado, dia 20 de novembro.

Ao mesmo tempo, o órgão dirigente do futebol regional também decidiu que a final da Libertadores-2022 seja disputada no estádio Barcelona de Guayaquil, e a da Copa Sul-americana do ano que vem, na arena Mané Garrincha, em Brasília, uma das sedes da Copa do Mundo de 2014.

LEIA MAIS

> Uefa transfere final da Liga dos Campeões de Istambul para Porto

> Portugal vai testar volta de público aos estádios

> A um mês do início, Copa América sente efeitos da covid-19 e crise social na Colômbia

A boa situação sanitária projetada para novembro no Uruguai, país que planeja vacinar um alto percentual de sua população em julho, foi determinante para a decisão em um ano excepcional condicionado pela pandemia”, disse a Conmebol em um tuíte após a reunião do seu conselho.

O Uruguai, com 3,5 milhões de habitantes, é um dos países sul-americanos que mais avançou na vacinação contra a Covid-19, embora a taxa de contágio diário continue elevada, como na maioria dos países da região.

Desde que as finais de jogo único das duas competições de clubes foram implementadas em 2019, será a primeira vez que os dois jogos decisivos serão disputados em um mesmo estádio.

O Centenário, declarado um monumento do futebol mundial pela Fifa, sediou a final da Copa do Mundo de 1930 vencida pelo Uruguai.

Segundo a Conmebol, a designação do Centenário aponta para o “relançamento do estádio, no âmbito da candidatura sul-americana à Copa do Mundo de 2030”.

Uruguai, Argentina, Paraguai e Chile estão concorrendo como co-organizadores do Mundial de 2030, um século depois do primeiro evento máximo que foi disputado em Montevidéu.

A reunião virtual da Conmebol discute também o andamento da organização da Copa América, em meio à pandemia e à situação social na Colômbia, uma das organizadoras junto com a Argentina.


FECHAR