publicidade
04/05/21
Adriano foi às lágrimas ao receber o convite para ser homenageado na Calçada da Fama do Maracanã. Foto: Reprodução/Instagram
Adriano foi às lágrimas ao receber o convite para ser homenageado na Calçada da Fama do Maracanã. Foto: Reprodução/Instagram

Adriano Imperador chora ao receber convite para ser homenageado na Calçada da Fama do Maracanã

04 / maio
Publicado por Lourenço Gadêlha em Notícias às 11:54

O ex-atacante Adriano Imperador vai eternizar suas pegadas na Calçada da Fama do Maracanã. Após receber o convite para ser homenageado, ele não segurou às lágrimas e ficou bastante emocionado pela honraria que vai receber. O momento foi registrado em suas redes sociais, quando também ganhou o abraço de sua mãe, Rosilda Ribeiro.

“Vou botar meu pezinho no Maracanã. É verdade. Obrigado por tudo”, publicou o ex-jogador de 39 anos.

Com a camisa do Flamengo, Adriano Imperador marcou 27 dos seus 46 gols pelo clube no estádio do Maracanã. Foi campeão brasileiro e o principal nome do time na conquista de 2009, além de ter conquistado também dois títulos carioca (2000 e 2001). Somando as duas passagens pela Gávea, foram 92 jogos.

LEIA MAIS:

Veja onde assistir ao vivo o duelo entre Manchester City x PSG

Com transmissão do SBT/TV Jornal, Flamengo visita a LDU pela Libertadores

Jogos decisivos das semis da Champions League são destaques no podcast Liga do Escrete; ouça o programa

Adriano será o 123º atleta a receber a homenagem – sendo o 104º de futebol. A Calçada da Fama, que fica localizada dentro de um dos palcos mais emblemáticos e importantes do mundo futebolístico, já homenageou ídolos como Pelé, Marta, Garrincha, Zagallo, Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo, Zico, Romário, Telê Santana, Kaká, entre outros craques, inclusive, estrangeiros, como o português Eusébio, o sérvio Dejan Petkovic e o argentino Lionel Messi.

Aos 39 anos, Adriano está afastado do futebol desde 2016, quando teve uma breve passagem pelo Miami United, dos Estados Unidos. Formado nas categorias de base do Flamengo, ele passou por São Paulo, Corinthians e Athletico-PR no futebol brasileiro. Já na Europa, brilhou com a camisa da Inter de Milão na década de 2000, onde ganhou o apelido de Imperador. Em solo italiano, também defendeu Fiorentina, Parma e Roma.

 


FECHAR