publicidade
15/04/21
Alexandre Gallo foi apresentado oficialmente. Foto: Ascom/ Santa Cruz
Alexandre Gallo foi apresentado oficialmente. Foto: Ascom/ Santa Cruz

Gallo se diz preparado para desafio no Santa Cruz, mas pede calma com evolução: “Não sou mágico”

15 / abr
Publicado por Lucas Holanda em Notícias às 13:26

O técnico Alexandre Gallo foi apresentado oficialmente no Santa Cruz. Na sua primeira entrevista coletiva realizada nesta quinta-feira (15), o treinador coral se mostrou bastante motivado e preparado para o desafio. O comandante chega ao Tricolor com a missão de dar uma cara ao time e, claro, conquistar os resultados, uma vez que a equipe passa por um momento ruim na temporada, tendo já acumulado eliminações vexatórias e precoces tanto na Copa do Brasil como também na Copa do Nordeste. Ciente da dificuldade que vai enfrentar, Gallo diz que sabe da responsabilidade que terá no Santa Cruz, mas alerta que não é mágico para resolver os problemas do time em tão pouco tempo.

“Uma das primeiras coisas que exclamei para o presidente é que eu não sou mágico, sou um treinador preparado, estudioso, amo demais o futebol e me preparei muito pra estar aqui. Sabendo disso e sabendo da dificuldade, assumi a responsabilidade de vir ao Santa Cruz e poder ajudar e dar a minha parcela de contribuição. Porque a gente sabe que não vai ser de uma hora para outra, porque isso não existe. Futebol é feito de trabalho, continuidade, dia a dia, qualidade técnica e física, evolução tática da equipe e isso tudo demanda um tempo pelo momento que estamos vivendo. Digo à nação tricolor que vou dar o meu melhor, como fiz em todos os lugares em que trabalhe”, afirmou o treinador.

LEIA MAIS

VAR no clássico é injustiça com times que foram prejudicados com erros de arbitragem

Com Gallo e Louzer, o recomeço de Santa Cruz e Sport

Blog do Torcedor no Ar analisa chegada de Alexandre Gallo e Umberto Louzer para Santa Cruz e Sport

Alexandre Gallo manda recado em vídeo para a torcida do Santa Cruz; assista

O último trabalho de Alexandre Gallo antes de chegar no Santa Cruz foi no Botafogo de São Paulo. Na equipe paulista, comandou apenas quatro jogos e foi desligado. No Tricolor, o técnico busca voltar a fazer um trabalho sólido na carreira e conquistar os objetivos durante a temporada, sobretudo o acesso à Série B, principal meta da Cobra Coral em 2021. Gallo, inclusive, elogiou a forma como foi procurado pela direção do Santa Cruz, que teve transparência com o treinador.

Segundo Gallo, o presidente Joaquim Bezerra passou toda a situação financeira que vive o Santa Cruz e também do desafio que é assumir o Tricolor neste momento. “Estou há 17 anos no futebol como treinador e é a terceira vez que eu sou entrevistado como fui pela equipe diretiva do Santa Cruz.  Foi tudo passado pra mim da maneira que é, um grande desafio. Tenho uma premissa na minha vida de sempre aceitar grandes desafios”, afirmou o técnico.

“É muito cômodo você chegar em um clube já pronto, time estruturado, mas esses dois últimos anos principalmente eu passei por situações parecidas. Ano passado com o São Caetano em uma situação inicialmente muito boa, depois o patrocinador saiu e vivemos um momento muito difícil. Talvez o trabalho mais complicado da minha carreira ser campeão da Série A2 do Paulista, a liga que mais abastece jogadores para a série B do Brasileiro e tem como premiação para quem sobe R$ 9,2 milhões, coisa que nenhum outro estado tem, então a importância da série A2 pouca gente sabe. Foi uma dificuldade gigantesca, um desafio como eu sei que vai ser o Santa Cruz”, completou.

A estreia de Gallo no Santa Cruz será neste domingo, diante do Náutico, num duelo nos Aflitos. E será uma parada dura, pois além de clássico o Timbu também vive um excelente momento, líder absoluto do Campeonato Pernambucano e ainda sem saber o que é perder ou empatar na temporada. Sendo assim, o treinador coral reconhece a dificuldade, mas alerta que o Tricolor vai buscar os três pontos. “Não existe mágica no futebol, dois dias é um tempo curto para você assimilar alguma coisa. Vamos estudar muito o Náutico, que é uma equipe que está muito bem, já vem há mais de um ano com o treinador, com bom desempenho, uma equipe rápida. Mas pode esperar que vamos fazer o nosso melhor, isso não vai mudar”, finalizou.


FECHAR