publicidade
11/04/21
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

União do clube e manter Sport na Série A são as principais metas da gestão para biênio 2021/2022

11 / abr
Publicado por Blog do Torcedor em Notícias às 12:12

Após a apertada vitória na eleição da última sexta-feira (9), por apenas 38 votos de vantagem para o segundo colocado Nelo Campos – 1.023 a 985 -, o presidente Milton Bivar e o vice Carlos Frederico se preparam para encarar os desafios para a gestão do clube no biênio 2021/2022. O primeiro passo, reconhecido pelos próprios dirigentes, é tentar diminuir a divisão política do clube. Os outros dois candidatos, Delmiro Gouveia e Eduardo Carvalho, tiveram 232 e 119 votos, respectivamente.

>Diferença de apenas 38 votos serve como reflexão para Milton Bivar

Porta-voz da chapa vitoriosa no pleito, Carlos Frederico reconheceu o cenário político complicado. “É um referendo (a vitória na eleição), um voto na continuidade do trabalho. Claro que a gente não pode deixar de observar que o clube está dividido nesse momento. Eu acho que a nossa maior tarefa é reunificar o Sport. Tentar trazer Nelo (Campos) e Delmiro (Gouveia) para gente fazer uma grande coalizão em favor do Sport para que a gente permaneça na Série A em 2021. Esse é o nosso maior trabalho. Unir o Sport talvez seja a maior tarefa da nossa história. O primeiro passo é chamar os candidatos derrotados, Nelo e Delmiro, pegar os projetos deles, colocar na mesa e sentar a seis mãos para a gente tentar fazer um trabalho que possa dar mais segurança e dar um 2021 mais tranquilo para o Sport do que foi 2020”, enfatizou Carlos Frederico.

LEIA MAIS

> Milton Bivar é reeleito presidente do Sport para o biênio 2021-2022

> Fortalecido, Nelo Campos desmonta palanque após resultado da eleição

> ‘A gente tem que ser campeão do Pernambucano’, diz Mikael após Sport empatar com o Treze e deixar a Copa do Nordeste

O detalhe é que o nome de Eduardo Carvalho, outro candidato que concorreu ao cargo, não foi citado. Isso porque ele foi o que mais criticou a gestão atual. Já Nelo Campos, fortalecido mesmo com a derrota pela expressiva votação que recebeu, falou a respeito. “Espero que seja verdade, que aconteça. O Sport é maior que tudo e todos”, disse Nelo Campos.

Nelo Campos teve 985 votos, apenas 38 a menos do que o vencedor Milton Bivar. Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem

FUTEBOL

No futebol, a meta mais urgente é a contratação do novo técnico. Desde a última segunda-feira, após a demissão de Jair Ventura, o nome de Dorival Junior é o nome mais forte. Ele trabalhou no clube em 2006, quando Milton Bivar fazia parte do departamento de futebol. No entanto, segundo informações de bastidores, na parte financeira ainda existe uma pendência.

“A gente tem nome já, um nome muito fechado e acho que a gente tem que trabalhar pra poder agora na segunda-feira trabalhar esse nome fixo desse novo técnico pra gente anunciar para a torcida. Eu não posso cravar o nome de Dorival ainda porque tem alguns ajustes pra fazer. Tem outro nome na pauta ainda que a gente está trabalhando no momento. Acho que por questão de ética a gente deixou pra anunciar esse nome na segunda-feira a gente vai fazer esse anúncio”, afirmou Carlos Frederico.

O novo técnico vai ter como desafios em campo o Campeonato Pernambucano e o Campeonato Brasileiro da Série A, uma vez que o Leão foi desclassificado da Copa do Brasil na primeira fase para a Juazeirense-BA e ontem se despediu da Copa do Nordeste com um empate por 2×2 com o Treze, em Campina Grande-PB.

Permanecer na elite nacional vai ser a meta do novo treinador, uma luta que promete ser árdua mais uma vez. Até porque a capacidade de investimento ainda não é das melhores, uma vez que o clube ainda tem muitas dívidas, principalmente com ex-jogadores que vestiram a camisa rubro-negra. Lembrando que na Série A só será permitida uma troca de treinador por clube, decisão tomada este ano pelos clubes e pela CBF.


FECHAR