publicidade
08/04/21
Neymar brilhou no jogo ao lado de Mbappé. Foto: AFP
Neymar brilhou no jogo ao lado de Mbappé. Foto: AFP

PSG vence Bayern na ida das quartas de final da Champions League

08 / abr
Publicado por Davi Saboya em Futebol Internacional às 5:01

AFP – Duas assistências de Neymar, dois gols de Kylian Mbappé e algumas defesas de alto nível de Keylor Navas permitiram ao Paris Saint-Germain vencer por 3 a 2 o atual campeão Bayern de Munique, nessa quarta-feira, no jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões entre os dois últimos finalistas.

Em Munique, sob uma nevasca surpreendente em abril, a partida teve um ritmo alucinante. O Bayern de Munique implantou o roteiro habitual: domínio, contundência e ataque, cenário ao qual o PSG soube se adaptar com perfeição, aplicado na defesa apesar das suas deficiências e letal no contra-ataque.

GOL E LESÃO

O PSG abriu uma vantagem de 2 a 0 por meio de Mbappé, logo aos 3 minutos, e Marquinhos (28). O Bayern reagiu e conseguiu empatar com gols do ex-parisiense Eric Choupo-Mouting (37) e de Thomas Muller no segundo tempo (60). Mas Mbappé voltou a aparecer para marcar o gol da vitória aos 68 minutos.

Apesar do cerco inicial do time bávaro, o PSG encontrou uma brecha em um contra-ataque liderado por Neymar, que tocou com sutileza para Mbappé finalizar com força sobre o corpo de Manuel Neuer, que não conseguiu defender.

LEIA MAIS

> Champions League: desfile de craques agora no SBT/TV Jornal

> “As pessoas falam, eu sigo trabalhando”, afirma Vinícius Júnior após vitória do Real Madrid

> City vence Dortmund nas quartas da Champions e leva vantagem para jogo de volta

Os milagres de Keylor Navas permitiram ao PSG sair vivo deste jogo de ida, com o Bayern de Munique chutando a gol 10 vezes em 20 minutos (31 no total durante o jogo).

O goleiro tricampeão da Liga dos Campeões com o Real Madrid (2016-17-18) voou para defender um chute de Leon Goretzka aos 19 minutos, em seguida, afastou uma bomba de primeira de Benjamin Pavard.

E então o improvável aconteceu. Após um escanteio, a defesa do Bayern de Munique esqueceu Marquinhos, que Neymar viu livre. Ele dominou e marcou com classe de atacante.

Logo em seguida, o capitão do PSG teve de deixar o campo, lesionado. Ele foi substituído pelo espanhol Ander Herrera.

Já desorientada, a defesa parisiense sentiu falta do líder brasileiro. As coisas pioraram quando Choupo-Mouting, até a temporada passada no PSG e substituto regular de Lewandowski, finalizou da altura da marca de pênalti diminuindo a vantagem do PSG.

Aos 15 do segundo tempo Müller deixou tudo igual, novamente após uma excelente bola de Joshua Kimmich.

Depois de empatar, o Bayern de Munique continuou dominando o jogo, mas parou de chegar à área de Navas com tanta frequência.

O PSG, traiçoeiro, deixou o adversário jogar, mas assim que teve uma chance não falhou.

BRILHO DA DUPLA

Mais uma vez Neymar encontrou Mbappé, que manteve suas grandes atuações desde que a Champions entrou na hora da verdade. Após marcar quatro gols nos duelos com o Barcelona nas oitavas (4-1 e 1-1), desta vez fez uma dobradinha em plena Allianz Arena.

O garoto prodígio do futebol frances recebeu com espaço, teve sangue frio para encontrar uma brecha na marcação de Jerome Boateng e soltou a bomba diante de Neuer.

Mais uma vez em desvantagem, o Bayern tentou reagir de novo e defender a invencibilidade de duas temporadas na Liga dos Campeões. Choupo-Mouting poderia ter marcado seu segundo, aproveitando um espaço na defesa do PSG. Depois de finalizar com o calcanhar, chutou completamente sozinho, mas o chute saiu cruzado demais (70).

O jogo de volta será disputado no Parque dos Príncipes na próxima terça-feira. A vingança da última final está nas mãos do PSG.


FECHAR