publicidade
06/04/21
Presidente do Salgueiro, José Guilherme participou da reunião da Comissão de Esportes. Foto: Reprodução/Alepe
Presidente do Salgueiro, José Guilherme participou da reunião da Comissão de Esportes. Foto: Reprodução/Alepe

Audiência Pública discute socorro financeiro para times de futebol de Pernambuco

06 / abr
Publicado por Davi Saboya em Náutico às 18:23

Alepe – Viabilizar receitas com publicidade governamental e reeditar o programa Todos com a Nota estão entre as medidas debatidas, nesta terça-feira, pela Comissão de Esportes da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

“A minha ideia seria de você priorizar um pouco essa distribuição do dinheiro da publicidade que já existe no orçamento do Governo do Estado, e das empresas da administração para o futebol. Agora, urgente. Aqui no Carcará eu estou vendendo o almoço pra comprar a janta. E a janta já está bem pouquinha”.

Nas palavras de José Guilherme, presidente do Salgueiro Atlético Clube, o campeão pernambucano da Série A de 2020 corre o risco de ficar de fora do Brasileirão da Série D por falta de recursos. O dirigente participou, nesta terça, de audiência pública da Comissão de Esportes da Assembleia Legislativa, convocada para discutir as dificuldades enfrentadas pelos clubes de futebol com a queda de faturamento durante a pandemia.

A sugestão do debate partiu do deputado Antônio Fernando, do PSC. Como forma de incentivo aos times, o parlamentar defendeu a interiorização da transmissão dos jogos pela TV Pernambuco. “Porque a televisão não transmite jogos do campeonato pernambucano, mas sim do Rio/São Paulo, então, praticamente, com exceção de Salgueiro e a cidade de Vitória e Caruaru, o restante do estado praticamente todos são torcedores do Rio e São Paulo, seja do Paraná, do Rio Grande do Sul, de todos os estados, menos de Pernambuco”.

LEIA MAIS

> Hélio dos Anjos descarta utilização de Bustamante no Náutico: “Temos outros jogadores que oferecem mais”

> Titular em apenas dois jogos, goleiro Martín Rodríguez está deixando o Santa Cruz

> Milton Bivar diz que limitação na troca de técnicos durante a Série A pesou para Sport demitir Jair Ventura

Segundo o presidente da Federação Pernambucana de Futebol (FPF), Evandro Carvalho, a medida mais urgente é aumentar a publicidade governamental direcionada ao esporte: “Nós temos a curto prazo, curtíssimo prazo, uma necessidade de uma injeção financeira que eu vislumbro como mais viável, via o próprio recurso do Estado, através das suas agências de publicidade, e através da divulgação dos programas do governo, isso inclusive realizando programas nos intervalos das partidas, as chamadas ações pontuais”.

O presidente da Federação Pernambucana de Futebol lamentou o encerramento do programa Todos com a Nota, que gerava 14 milhões de reais ao ano de receita para os clubes, segundo o dirigente. E também destacou que a maioria dos estados brasileiros possui convênios entre as federações de futebol e os governos para viabilizar aportes financeiros aos clubes.

O secretário estadual de Ciência e Tecnologia, Lucas Ramos, também participou da audiência pública. O gestor informou que a TV Pernambuco, por meio da Empresa Pernambuco de Comunicação, tem todo o interesse de interiorizar a transmissão dos jogos. “Evidentemente que a Federação Pernambucana de Futebol já tem um contrato com uma produtora, de exclusividade no direito de transmissão. Isso não impede que, num próximo edital que a Federação Pernambucana lance, a TV Pernambuco não possa participar, pelo contrário. A gente vai se preparar para estarmos prontos para assumir, evidentemente, uma transmissão tão complexa que é uma operação ao vivo”.

O secretário estadual de Ciência e Tecnologia ainda sinalizou a possibilidade de empresas da administração estadual como a Copergás, a Compesa e o Porto de Suape serem anunciantes na transmissão dos campeonatos.

O presidente da Comissão de Esportes da Alepe, deputado João Paulo Costa, do Avante, lembrou a oportunidade de arrecadação perdida na ocasião da partida histórica entre o Salgueiro e o Corinthians, realizada sem a presença do público em março passado, no município do Sertão Central. E ainda sugeriu que o programa Todos com a Nota seja reativado em versão digital, para que os torcedores possam trocar notas fiscais por ingressos utilizando uma plataforma online.

Outra medida avaliada no encontro foi o uso de um passaporte imunológico para garantir o acesso da população vacinada aos espaços públicos, já em uso em Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú. A Federação Pernambucana de Futebol busca, inclusive, autorização da Secretaria Estadual de Saúde para realizar a primeira partida de futebol liberada para o público na América Latina, graças à utilização dessa tecnologia nos estádios.

Como resultado da audiência pública, João Paulo Costa informou que será enviado relatório do debate ao Governo do Estado, e agendada nova reunião com secretários estaduais, incluindo o gestor da Fazenda Estadual, Décio Padilha, para discutir a reedição do Todos com a Nota.


FECHAR