publicidade
01/03/21
Jogador chegou para a base do Santa Cruz em 2019 e agora foi integrado ao elenco profissional. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Jogador chegou para a base do Santa Cruz em 2019 e agora foi integrado ao elenco profissional. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Aproveitando oportunidades no Santa Cruz, Léo Gaúcho diz que pode ser boa dupla de ataque com Pipico

01 / mar
Publicado por Carolina Fonsêca em Notícias às 17:11

O atacante Léo Gaúcho, do Santa Cruz, vive o momento que muitos jovens jogadores aguardam. Depois de ganhar duas oportunidades no elenco profissional, o atleta de 19 anos marcou seu primeiro gol pelo time principal e passa a ser uma opção para o técnico João Brigatti montar o setor ofensivo do Tricolor. Para aproveitar a fase da melhor forma e continuar escrevendo seu nome na história do clube, o jogador que tem contrato com o Santa até 2023 acredita que a receita é ter foco e manter o ritmo de trabalho.

>> Depois de gol no Pernambucano, Léo Gaúcho surge como opção para Brigatti no Santa Cruz

Léo fez sua estreia como profissional no Santa Cruz na Série C do ano passado, contra a Jacuipense, jogando apenas cerca de 25 minutos. A segunda oportunidade veio no dia 24 de fevereiro, na estreia do Tricolor no Campeonato Pernambucano, quando ele deixou o seu primeiro gol profissional pela Cobra Coral. “Para nós da base é muito gratificante estar recebendo essa oportunidade porque a gente se prepara durante todo o processo da base para receber essa oportunidade, então é cada um fazendo a sua parte para colher bons frutos lá na frente”, disse em sua primeira entrevista coletiva, nesta segunda-feira (1º).

Quando balançou as redes pela primeira vez com a camisa tricolor, Léo tinha entrado no lugar de Pipico, no decorrer do segundo tempo da partida contra o Vitória das Tabocas, que o Santa ganhou por 2×0, com gols dele e do próprio Pipico. Ao ser questionado sobre a possibilidade de atuar lado a lado com o jogador que já é ídolo da torcida do Santa Cruz, Léo foi direto e garantiu que, sim, é possível. Segundo ele, os dois são centroavantes que correm e se movimentam bastante e podem ser uma boa dupla em campo.

Natural do Rio Grande do Sul, Leonardo Andriel dos Santos deu os primeiros passos no futebol com apenas sete anos, no Sete de Setembro da cidade de Lajeado, no centro rio-grandense. Lá, ele atuou até os 15, antes de ir para o Esportivo de Bento Gonçalves, também no Rio Grande do Sul. “(Pelo Sete de Setembro) joguei a Liga Futura por cinco anos, em quatro fomos campeões e em um vice. Os cinco anos seguidos fui o goleador com 157 gols no total dos cinco anos e de lá fui para o Esportivo de Bento Gonçalves”, lembrou o jogador que do Esportivo veio para o Santa Cruz, em 2019 e, segundo ele, já tem um carinho muito grande pelo clube.

Já totalmente integrado ao elenco, o atacante agora espera pelas chances futuras. Enquanto isso, garante trabalho duro. “Venho trabalhando para isso, amadurecendo e aprendendo muito. Quando o professor (João Brigatti) achar que é o meu momento, minha hora, eu vou estar pronto e, se Deus quiser, vou corresponder dentro de campo”, disse.


FECHAR