publicidade
28/02/21
sporttt
sporttt

Com gols contra dos dois lados, Sport empata com Sampaio Corrêa em estreia na Copa do Nordeste 2021

28 / fev
Publicado por Blog do Torcedor em Copa do Nordeste às 21:58

Por Marcelo Aprígio

Na estreia da Copa do Nordeste, com um time repleto de reservas, o Sport empatou por 1 a 1 com o Sampaio Corrêa, na Ilha do Retiro, numa partida marcada por gols contra e anulado. O Leão mostrou organização tática, mas pecou em passes simples, oportunizando investidas perigosas do Tubarão, que, sem nervosismo de estreia, com intensidade, troca de passes rápidos e objetivos, fez a equipe pernambucana suar a camisa, mas não foi suficiente para garantir a vitória. Paulo Sérgio, do Sampaio, e Chico, do Sport, foram os autores do gols contra as próprias equipes.

O próximo compromisso do Leão será na quarta-feira (3) pelo Campeonato Pernambucano às 18h, quando encara o Salgueiro, mais uma vez como mandante. Pelo Nordestão, pega o CRB, no sábado (6), às 16h,no Estádio Rei Pelé, em Maceió, com transmissão da TV Jornal.

O jogo

A partida começou com jogadas muito bem estudadas pelas duas equipes. Mesmo fora de casa, o Tricolor maranhense mostrou confiança para chegar na área do Sport, que respondeu avançando para tentar sufocar a saída de bola do Tubarão. Apesar das tentativas, o Leão da Praça da Bandeira viu de perto o perigo aos 17 minutos do primeiro. Sávio recebeu passe na direita, levantou a cabeça e cruzou para Dudu, que raspou de cabeça, fazendo a bola passar rente a trave do arqueiro rubro-negro. Antes, aos cinco do primeiro tempo, Dione, do Tubarão, recebeu amarelo após falta em Mikael.

Poucos minutos depois, aos 23, Sávio apareceu novamente, dessa vez em tabela com Cassini, que devolveu na direita. Sávio levantou a bola na área e Jefinho tentou o domínio, mas a bola escapou, Dudu, porém, foi em busca da chegada na sobra, no entanto, Maílson chegou a tempo para afastar um grande perigo da equipe tricolor.

Do lado rubro-negro, quando o relógio marcava 27 minutos, Márcio Araújo tentou arrancada pela direita e buscou passe no ataque para Ítalo, mas Paulo Sérgio apareceu para fazer o corte. Aos 37, em jogada ensaiada, Ronaldo articulou boa jogada na esquerda e tocou com Luciano Juba, que conseguiu abrir o lance e buscar o cruzamento. Mikael apareceu para fazer o cabeceio, que foi no canto do goleiro tricolor, que, diante do perigo, conseguiu fazer a defesa.

A Bolívia Querida não esperou muito para contra-atacar. Aos 39 minutos, Dudu recebeu do meio, e conseguiu abrir espaço para a finalização. O jogador do tricolor maranhense buscou o canto esquerdo de Maílson que caiu com dificuldade para fazer a defesa.

Na reta final do primeiro tempo, aos 44, as equipes diminuíram sua intensidade, mas mesmo assim o Sport foi para cima, querendo abrir o placar. Júnior Tavares tentou lançar Ítalo no ataque, mas o passe saiu muito forte pela linha de fundo.

Na primeira etapa da partida, o Sampaio se fez mais presente na área do Sport. Mas o Leão, que estava apostando no recuo, focou na recomposição e viu suas investidas, ainda que poucas, ameaçarem o Tubarão.

Segundo tempo

Antes de voltar a campo, Jair Ventura trouxe o time já com uma mudança, trocando o volante Ítalo e pelo meia Gustavo, demonstrando clara insatisfação com o rendimento ofensivo da equipe.

No primeiro minuto da etapa complementar da partida, pelo Sampaio, Dudu buscou Jefinho dentro da área, mas a bola saiu muito forte pela linha de fundo. Em seguida, aos dois minutos, o rubro-negro Pedrão recebeu amarelo por causa de uma falta em Dudu. O árbitro deu vantagem ao Tubarão, que perdeu a bola, mas pôde cobrar a falta. Coube a Dione a cobrança. Ele tentou arriscar um chute de média distância, porém a bola subiu demais, sem perigo para Maílson.

Aos 13 minutos, o placar foi aberto com um gol contra de Paulo Sérgio, dando vantagem para o Sport. Na jogada, Ewerthon levantou bola na primeira trave e o zagueiro tricolor desviou contra o próprio gol, sem chances de reação para Mota. Quatro minutos depois, embalado pelo primeiro gol, o Sport quase marca o segundo com uma pancada de Gustavo da entrada da área.

A equipe tricolor, porém, não se acomodou e conseguiu chegar ao gol de empate com Jefinho, após bola alçada por Dione na área, aos 19 minutos. Paulo Sérgio, autor do gol contra para o Leão, dominou com o braço e em seguida Jefinho finalizou. No primeiro momento, juiz assinalou o gol, mas , na sequência, anulou com infração avisada pelo quarto árbitro. A decisão da arbitragem mexeu com os ânimos tricolores. Os jogadores do Sampaio e membros da comissão técnica cercaram o quarto árbitro, colocaram pressão, mas a decisão foi mantida. A reação, porém, acabou culminando com cartão amarelo para o volante Ferreira por reclamação.

A anulação deu um gás a mais para o Tubarão. Não demorou muito e, aos 26, os maranhenses foram para cima de novo. Dione lançou bola na área, e Chico tentou interceptar a finalização de Jefinho. Porém, acabou desviando contra o próprio gol, deixando o placar igualado na Ilha.

Após o gol de empate do Sampaio Corrêa, quando o jogo parecia ter ficado truncado e sem muita dinâmica, o Sport arriscou mais uma vez, marcando quase o segundo. Aos 47, Matheusinho arrancou pela direita e chutou ao gol de Mota, que bateu roupa no lance, mas Allan apareceu para afastar perigo.

Ficha do jogo

Sport 1

Mailson; Ewerthon (Sander), Chico, Pedrão e Luciano Juba (Matheusinho); Júnior Tavares, Ronaldo, Márcio Araújo (Marcos Serrato), Ricardinho e Ítalo (Gustavo); Mikael (Vinícius Popó). Técnico: Jair Ventura.

Paulo Sérgio (contra) aos 13 do 2T

Cartão amarelo: Pedrão

Sampaio Corrêa 1

Mota; Sávio, Allan, Paulo Sérgio (Lucão) e Erick Daltro (Marlon); Ferreira, Guilherme (Maurício), Dione (Gabriel); Dudu, Cassini (Jajá) e Jefinho. Técnico: Rafael Guanaes.

Gol: Chico (contra) aos 26 do 2T

Cartão amarelo: Dione, Ferreira, Jajá, Dudu

Local: Ilha do Retiro, Recife-PE.
Horário: 20h.
Árbitro: Antônio Magno Lima Cordeiro (CE).
Assistentes: Cleberson do Nascimento Leite e Yuri Rodrigues Cunha (ambos do CE).


FECHAR