publicidade
25/02/21
Sport encerrou participação na Série A de 2020 com derrota fora de casa. Foto: Reinaldo Reginato/Estadão Conteúdo
Sport encerrou participação na Série A de 2020 com derrota fora de casa. Foto: Reinaldo Reginato/Estadão Conteúdo

Na última rodada da Série A, Sport perde para Athletico-PR e não consegue classificação para Sul-Americana

25 / fev
Publicado por Davi Saboya em Notícias às 23:24

O Sport buscou a classificação para a Sul-Americana, mas não conseguiu superar o último adversário na Série A do Campeonato Brasileiro de 2020 para ficar com a vaga no torneio continental. O Leão perdeu por 2×0 para o Athletico-PR, ontem, na Arena da Baixada, em Curitiba. Com o resultado, o Leão terminou a participação no Brasileirão na 15ª posição e 42 pontos. Um degrau acima, com dois pontos a mais e a última vaga da Sula, ficou o Bahia, que venceu por 2x 0 o Santos, na Fonte Nova.

LEIA MAIS

> Sport tem liberação do Atlético-MG para novo empréstimo de Maidana, mas enfrenta concorrência de outros times

> Diretoria do Sport confirma renovação do volante Marcão até o fim da temporada

O JOGO

O Athletico-PR não demorou para furar o forte sistema defensivo do Sport. Aos 7 minutos, o vacilo da defesa leonino custou caro. O atacante Renato Kayser foi lançado pelo lado esquerdo. Ele apareceu por trás dos zagueiros, dentro da grande área, e escorou para o meia Nikão, livre de marcação e quase em cima da linha do gols, empurrar para o fundo da rede. O Furacão tentou aproveitar o bom momento na partida para aumentar a vantagem, mas não conseguiu. O Leão diminuiu mais os espaços, ficou agressivo e passou a ser mais ofensivo.

O Sport conseguiu cercar a grande área do Athletico-PR, mas errou bastante no último passe. Com a permanência garantida de forma antecipada e precisando da vitória para buscar a Sul-Americana, o técnico Jair Ventura não demorou acabar a formação com três zagueiros. Pouco tempos depois de tomar o gol, tirou Rafael Thyere e colocou Ewerthon para fazer a dobradinha com Patric no lado direito. Alteração que aumentou ainda mais o volume de jogo do Leão pelo setor. Como também pela ponta esquerda.

Nikão abriu o placar para o Furacão. Foto: Joka Madruga/Estadão Conteúdo

O grande problema do time pernambucano foi o famoso “último passe” para concluir as jogadas. E com fome de gol, quase que o Sport sofre com mais uma bobeira da defesa. Em contra-ataque, o lateral-esquerdo Abner arrancou, passou por quatro marcados, saiu na cara do goleiro Luan Polli e quase marcou um golaço de cobertura, só que o zagueiro Adryelson chegou rapidamente para afastar. No fim do primeiro tempo, o lateral-direito Ewerthon ainda perdeu grande chance na pequena área, após lançamento do volante Betinho e passe de Patric.

Na volta intervalo, a etapa final começou bem aberta e com chances para os dois lados. Logo no primeiro minuto, o meia Thiago Neves empatou a partida aproveitando o rebote do goleiro Santos no chute do zagueiro Adryelson, que aproveitou o cruzamento do lateral-esquerdo Júnior Tavares. Só que depois da revisão do VAR o lance foi anulado pelo juiz Flávio Rodrigues de Souza. Depois foi a vez do Athletico-PR.

Em belo passe do volante Cristian, Nikão apareceu nas costas de Adryelson e saiu na cara do goleiro Luan Polli. O arqueiro leonino quase deu o rebote para Kayser, mas defendeu em “dois tempos”. E não demorou muito para o Leão criar nova chance. Atuando mais avançado, o lateral-esquerdo Luciano Juba foi até a linha de fundo e conseguiu realizar belo cruzamento para Patric, sozinho, que errou a cabeçada. Na reta final, com o jogo morno, o Athletico-PR, aos 40, sacramentou a vitória com gol do meia Léo Cittadini. Ele recebeu cruzamento, dentro da grande área, nas costas de Patric, e escorou de cabeça.

FICHA DO JOGO – ATHLETICO-PR 2X0 SPORT

Athletico-PR – Santos; Jonathan (Khellven), Zé Ivaldo, Pedro Henrique e Abner; Christian (Aguilar), Léo Cittadini e Jadson (Erick); Nikão, Renato Kayser (Bissoli) e Carlos Eduardo (Walter). Técnico: Paulo Autuori.

Sport – Luan Polli; Adryelson, Maidana e Rafael Thyere (Ewerthon); Patric, Marcão (Gustavo), Betinho, Thiago Neves e Júnior Tavares; Marquinhos (Luciano Juba) e Dalberto (Mikael). Técnico: Jair Ventura.

Local: Arena da Baixada, Curitiba-PR.
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP).
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse e Daniel Luís Marques (ambos de SP).
Cartões amarelos: Adryelson (Sport).
Gols: Nikão aos 6′ do 1ºT e Léo Cittadini aos 40′ do 2ºT.

CONFIRA OS GOLS


FECHAR