publicidade
14/01/21
Augusto Caldas pode ser candidato à presidência do Sport. Foto: Anderson Stevens/ Sport
Augusto Caldas pode ser candidato à presidência do Sport. Foto: Anderson Stevens/ Sport

Augusto Caldas revela desejo, mas mantém cautela com candidatura à presidência do Sport

14 / jan
Publicado por Lucas Holanda em Notícias às 14:21

As eleições do Sport ainda estão sem data, mas os bastidores seguem agitados. No momento, a bola da vez está com a chapa da situação, que anteriormente havia dito que não iria disputar o pleito, porém mudou de ideia e vai lançar a chapa até o fim do mês. O grupo ainda não definiu quem vai encabeçar a chapa, mas o nome do atual diretor de futebol, Augusto Caldas, surge forte nos bastidores da Ilha do Retiro e pode ser candidato à presidência do Sport.  Vale lembrar que, mesmo tendo Caldas como sobrenome, o diretor de futebol não tem nenhum parentesco com Luciano Caldas Bivar e Milton Caldas Bivar.

Procurado pela reportagem do Jornal do Commercio, Augusto Caldas revelou o desejo de ser candidato, mas ainda não cravou que vai concorrer à presidência do Sport, destacando que conversas ainda estão sendo feitas e, no momento, o martelo sobre o nome ainda não está batido. “Tivemos reuniões para ir construindo uma chapa forte, que presente o sócio. É uma situação que pode acontecer, mas também pode não acontecer. Há a possibilidade, mas ainda não está nada resolvido. Isso só vai ser resolvido daqui a no máximo dez dias, para fechar uma chapa que tenha aderência do sócio e de grandes lideranças rubro-negras”, afirmou.

“Política tem que ter muita cautela. A gente não pode confirmar porque existem outros nomes. Nomes muito bons, de grandes lideranças rubro-negras. Não deve existir nenhum torcedor do Sport que não tenha vontade do clube que você ama. Agora entre você ter o sonho e ser o presidente, assumir essa responsabilidade, e liderar uma nação de milhões, a distância é grande, porque a responsabilidade é muito grande. Você acaba se expondo, abrindo mão de tempo com a família, e por isso a gente tem que ter calma na hora da definição”, completou.

Em novembro de 2020, quando Milton Bivar desistiu da candidatura à reeleição e se licenciou da presidência do Sport, o então presidente Carlos Frederico disse ao Jornal do Commercio que a chapa da situação não teria candidato para o pleito, que naquela época estava marcado para dezembro. Sobre este assunto, Augusto Caldas afirmou que, naquele momento, o grupo ainda estava digerindo a saída de Bivar da disputa. Portanto, segundo o diretor de futebol, não poderia gerar uma expectativa na torcida sem antes ter discussões sobre os possíveis nomes para a chapa.

“A gente foi pego de surpresa com a desistência do nosso candidato, que era Milton (Bivar) na época. Então a gente não poderia gerar uma expectativa no nosso torcedor enquanto a gente não tivesse tudo ajustado. A gente precisava digerir a saída de Milton com calma, focar no futebol e depois focar em política”, finalizou.

LEIA MAIS

Com participação de Magrão e ex-jogadores, Sport lança campanha e reativa bilheteria virtual

Voltando de suspensão, Maidana pede cautela contra próximos adversários e destaca defesa do Sport

JUNÇÃO DAS CHAPAS

Até o momento, existem cinco pré-candidatos à presidência do Sport: os advogados Eduardo Carvalho, Delmiro Gouveia e Pedro Lacerda, o ex-diretor de futebol Nelo Campo, e o economista Luiz Carlos Belém. No entanto, existe a possibilidade da candidatura de Pedro Lacerda se unir ao grupo da situação, ou seja, em apenas uma chapa. Ao ser questionado sobre o assunto pela reportagem do JC, o pré-candidato afirmou que é uma possibilidade, mas que não tem nada certo no momento, embora as conversas estejam sendo positivas.

” Tenho conversado com várias lideranças e vários grupos, e abriu-se um diálogo importante com Milton Bivar, que eu me considero e sou do grupo dele, e também com Augusto Caldas, que é um cara que está dando uma colaboração no futebol do clube. Estamos conversando. As definições sobre as posições das chapas devem ser feitas semana que vem. Com muita serenidade e pensando no melhor para o Sport. No momento, a minha candidatura está mantida e estamos dialogando”, afirmou.


FECHAR