publicidade
13/01/21
Jonatan Gomez disputou 32 jogos com a camisa do Sport. Foto: Brenda Alcântara/Acervo JC Imagem
Jonatan Gomez disputou 32 jogos com a camisa do Sport. Foto: Brenda Alcântara/Acervo JC Imagem

Presidente do Sport confirma cobrança de Jonatan Gomez na justiça: “Fomos pegos de surpresa”

13 / jan
Publicado por Lucas Holanda em Notícias às 12:28

Em entrevista ao comentarista Ralph de Carvalho, da Rádio Jornal, o presidente do Sport, Carlos Frederico, confirmou que o meia argentino Jonatan Gomez entrou com uma ação na justiça, por meio do Tribunal Regional da 6ª Vara, contra o clube. O jogador pede a sua saída do Rubro-Negro e realiza uma cobrança no valor de R$ 2.345.848,80. A quantia pedida pelo jogador é referente ao débito do Sport de dois meses de salários, oito meses de direito de imagem e 11 de FGTS, além das luvas. Sobre essa ação de Jonatan Gomez, Carlos Frederico lamentou que o jogador tenha escolhido deixar o clube desta forma, uma vez que, segundo o mandatário, o clube sempre teve um tratamento respeitoso com o argentino. Vale lembrar que o Sport através do seu departamento jurídico tem um prazo de 15 dias para apresentar sua defesa.

“Fomos pegos de surpresa. Para você ter ideia, ainda não tive acesso da reclamação para ler por completo. Soube da existência dela pelo meu jurídico. E lamento pela forma como foi tomada (a decisão) sem a devida comunicação, ou o tratamento respeitoso que o clube sempre manteve com o atleta. A gente esperava ter tido essa comunicação de forma antecipada, formal. Mas são coisas do futebol e a gente que está no dia precisa estar acostumado porque infelizmente acontece”, afirmou o mandatário.

A saída de Jonatan Gomez é mais um problema para o técnico Jair Ventura, que recentemente perdeu o também argentino Lucas Mugni, que não renovou o seu contrato com o Sport. Para o presidente Carlos Frederico, são saídas que no fundam apresentam similaridades, onde a escolha pessoal em deixar o clube prevaleceu, na visão do mandatário. Além disso, afirmou que, no momento, não tem informações do futuro de nenhum dos dois, mas acredita que o fato da janela internacional de transferências estar aberta pode explicar a saída dos dois gringos da Ilha do Retiro na reta final da Série A.

“Acredito que os dois manifestaram um interesse pessoal de não abraçar mais o nosso projeto que é de permanência na Série A. E eu fico fazendo um comparativo disso com o restante do elenco. Temos um elenco onde fizemos 12 prorrogações de contratos (que iam até dezembro) até fevereiro. O único que não quis fazer esse alongamento foi o Mugni. Ele deve ter um projeto pessoal. E acredito que isso possa estar acontecendo com Jonatan Gomez também. A coincidência de os dois serem argentinos, da janela internacional estar aberta pode explicar. Não tenho informação do empresário ou do atleta sobre o que ele quer fazer da carreira dele a partir de agora”, afirmou.

INDEFERIDO

A juíza Marilia Gabriela Mendes Leite de Andrade, do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região, negou o pedido de antecipação de tutela do meia Jonatan Gomez. A justificativa dela é que o jogador não apresentou provas documentais que comprovem que o Sport não cumpriu com os encargos trabalhistas. Ou seja, o atleta não conseguiu inicialmente a rescisão indireta do contrato com o Leão que vai até o fim deste ano.

Além disso, a magistrada determinou um prazo de 15 dias úteis para o clube rubro-negro apresentar a defesa. Depois dessa apreciação, ela vai decidir se o vínculo será desfeito de forma unilateral ou não. O processo, agora, segue os tradicionais tramites judiciais.

“A tutela de urgência será concedida quando houver elementos que evidenciem a probabilidade do direito e o perigo de dano ou o risco ao resultado útil do processo”, afirmou a juíza. “Pelo exposto, indefiro, por ora, a antecipação de tutela pretendida, podendo o reclamante a requerer novamente, após a apresentação de defesa pelo réu”, completou.

“Notifique-se o reclamado, via postal, para que apresente defesa, no prazo de 15 dias úteis e acoste os documentos necessários à instrução do feito, inclusive com efeitos de revelia e confissão e o reclamante, se necessário, complemente a sua prova documental”, determinou Marilia Gabriela Mendes Leite de Andrade.

LEIA MAIS

Sport: elenco carente de qualidade e, agora, mais enxuto

Prefeito do Rio de Janeiro afirma que medida que permite volta de torcida aos estádios será revogada

MAIS SAÍDAS?

Com as saídas de Lucas Mugni e Jonatan Gomez acontecendo na reta final da Série A, o torcedor do Sport está preocupado com a possibilidade do time perder mais jogadores até o fim da competição. O caso de Gomez pegou todo mundo de surpresa, uma vez que ele tinha contrato até o fim de 2021. O argentino, aliás, estava cotado para ser titular do Sport no próximo sábado, na partida diante do Fluminense, no Rio de Janeiro.

“Ralph, para você vê o grau de comprometimento com o projeto esportivo. O jogador tinha a expectativa de ser titular contra o Fluminense, na reta final da Série A, em um campeonato que é vitrine no mundo todo. Não estou na cabeça do jogador para saber que peso ele dá para o projeto esportivo dentro da carreira dele”, afirmou Carlos Frederico, que completa afirmando que a direção do Sport está fazendo de tudo para manter os salários ‘relativamente em dia’.

“Quero dizer que o nosso trabalho é incansável e muito difícil quando não se tem recursos. A gente está muito junto do grupo, conseguindo manter os compromissos relativamente em dia. Existem atrasos, atrasos pontuais, mas que foram discutidos na frente do grupo, renegociados, e acho que houve compreensão desse projeto porque eu tenho apenas dois casos para resolver frente ao grupo como todo”, afirmou o presidente leonino.

“Essa pandemia sufocou as receitas dos clubes. Fiz uma conta que, somando público, receitas de bares, entre receitas que são satélites se eu pudesse ter tido público em campo em 2020, eu teria tido R$ 9 milhões a mais em caixa. Com mais R$ 9 milhões em caixa, eu teria zero atrasos com folha de pagamento ou de funcionários. Não é um privilégio ou demérito apenas do Sport, todos os clubes do Brasil estão nesta situação. Acredito muito na compreensão do grupo no projeto. E o nosso projeto foi comprado pelo grupo em geral, e o fato da gente ter tido um ou duas perdas para este projeto faz parte do jogo”, finalizou.


FECHAR