publicidade
29/12/20
Meia Lucas Mugni se destacou pelo Sport na temporada. Foto: Anderson Stevens/Sport
Meia Lucas Mugni se destacou pelo Sport na temporada. Foto: Anderson Stevens/Sport

Destaque do Sport, Lucas Mugni nega prorrogação de contrato até o fim da Série A

29 / dez
Publicado por Robert Sarmento em Notícias às 18:05

O meia Lucas Mugni não chegou em um acordo com a diretoria do Sport para a prorrogação do contrato e não deve mais atuar com a camisa rubro-negra. Com vínculo até esta quinta-feira (31), o argentino negou a proposta feita pelo clube para extensão até o fim do Campeonato Brasileiro da Série A por causa de dois meses de bônus – extras ao salário – que estão atrasados. A informação foi confirmada pela reportagem do Jornal do Commercio e do Blog do Torcedor. A diretoria do Leão deve se pronunciar sobre o caso em breve.

LEIA MAIS

> Zagueiro do Sport projeta começar 2021 com seis pontos na Ilha do Retiro

> Mesmo em baixa, Sport ainda vê adversários em pior momento na Série A

> Com cinco pontos conquistados em oito jogos, Sport é o 3º pior time no returno da Série A

> Sport: Após lances polêmicos, Patric diz que árbitro de campo e VAR precisam ”se entender”

CLÁUSULA NO CONTRATO

O Sport teria uma cláusula de renovação automática no contrato com Lucas Mugni e deve entrar na Justiça para fazer uso desse direito. Além disso, caso queria se transferir para outro clube, o meia precisaria ter o consentimento do rubro-negro pernambucano. De acordo com o Regulamento Geral de Competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o clube rubro-negro pode registrar a ampliação de contrato até esta quarta-feira (30) para garantir que o meia continue tendo condição de jogo.

EVOLUÇÃO

Anunciando em dezembro de 2019, após duas temporada no Oriente Pretolero, da Bolívia, Lucas Mugni não chegou com a confiança total da torcida leonina. A imagem deixada no futebol brasileiro, quando passou pelo Flamengo em 2014, não agradava. O meia cresceu especialmente depois da chegada de Jair Ventura no comando técnico do Sport, quando virou peça importante na transição para o ataque.

Desde a chegada do atual comandante, o atleta foi titular em 17 oportunidades na Série A. Recentemente, em uma partida contra o Grêmio, o jogador chamou atenção ao arrancar de dentro do campo de defesa, tabelou com o lateral Patric e entrou na grande área ofensiva para dar a assistência ao atacante Dalberto.

Ao todo, o argentino disputou 38 partidas pelo Leão da Ilha do Retiro. Aos 28 anos, o meia também tem passagens por Colón-ARG, Newell’ Old Boys-ARG, Lanús-ARG, Eventon-CHI,Rayo Majadahonda-ESP.

OPÇÕES NO ELENCO

Sem poder contar Lucas Mugni, o técnico Jair Ventura precisará encontrar opções dentro do próprio elenco para suprir a necessidade já no próximo jogo contra o Fortaleza. Como a partida só acontece no dia 06 de janeiro, o treinador pode pensar bastante se muda o esquema tático ou coloca um jogador com característica parecida com a do argentino.

Com funções de lado de campo, Jonathan Gomez surge como uma opção e pode largar na frente na disputa. O meia está em transição física por uma fascite plantar. Uma outra saída é fazer uma ‘dobradinha’ de laterais esquerdos, com Sander e Júnior Tavares se revezando no setor, assim como o treinador já testou no lado direito, quando utilizou Patric e Raul Patra.

Vale lembrar que o também argentino Leandro Barcia é desfalque até o fim do Campeonato Brasileirão, por causa do rompimento do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo. Já uma mudança mais radical seria a troca do esquema de jogo, saindo do 4-3-3 e indo para o 4-4-2. Nessa situação, Mikael pode fazer a dupla de ataque com Dalberto. Quem corre por fora é o ponta Lucas Venuto. Ele vem sendo pouco utilizado no Sport.


FECHAR