publicidade
30/11/20
Vice-presidente Tônico Araújo (D) afirmou que o candidato da situação sai nesta semana. Foto: Davi Saboya/JC
Vice-presidente Tônico Araújo (D) afirmou que o candidato da situação sai nesta semana. Foto: Davi Saboya/JC

Vice-presidente do Santa Cruz diz que situação ainda está dentro do prazo para a inscrição da chapa

30 / nov
Publicado por Lucas Holanda em Notícias às 11:06

A expectativa era de que o grupo de situação do Santa Cruz lançasse a sua chapa até o último fim de semana. No entanto, isso não aconteceu. Até o momento, não há candidato oficializado para representar a situação no pleito marcado para o dia 14 de dezembro. Porém, de acordo com o vice-presidente do Santa Cruz, Tônico Araújo, o grupo ainda pode fazer o lançamento da chapa, já que o 3º edital, que deve ser publicado pelo Conselho Deliberativo, ainda não foi lançado. Portanto, segundo o mandatário, a situação ainda está dentro do prazo.

“Estamos em processo de alinhamento, de fortalecimento do grupo. É polêmico (sobre o prazo da inscrição da chapa). Segundo consta, é após o 3º edital. Como não foi publicado… (A publicação do edital) está dependendo da decisão judicial (sobre a data das eleições). Diria que as coisas estão indo muito bem. Essa semana (sai o candidato) com certeza”, disse Tônico Araújo em rápido contato com a reportagem do Jornal do Commercio.

A reportagem do JC também entrou em contato com o presidente do Conselho Deliberativo do Santa Cruz, Paulo Borba, buscando saber sobre a publicação do 3º edital. “Olhe, o clube ainda não fez o último edital de convocação. Era o terceiro edital que iria responder essa pergunta (sobre o prazo de inscrições). Então está valendo a resolução que bota as eleições para o dia 10 de fevereiro. Vai ser uma briga jurídica”, afirmou Paulo Borba.

“Se a justiça entender que as eleições devem acontecer no dia 10 de fevereiro, deverá sair novo edital. Se a justiça entender que as eleições vão acontecer no dia 14 de dezembro, aí complica tudo. Foi uma decisão que o clube tomou e vamos ‘simbora’. Não sou advogado, mas deve ser uma briga jurídica. O Conselho entendeu que deveria prorrogar as eleições, baseada na lei da pandemia, em diversos fatores, e baseado num artigo do estatuto, acho que é o 113, que diz que num caso omisso, o Conselho é quem resolve. E essa pandemia é um caso omisso, estamos vivendo um período de exceção”, afirmou Paulo Borba.

Vale lembrar que, até o momento, três nomes foram consultados pela situação para ser o candidato à presidência do clube e encabeçar a chapa. Nos últimos meses, um trio de empresários renomados do Estado foi consultado, mas eles agradeceram declinaram do desafio de assumir à presidência do Tricolor. Foram eles: Jairo Rocha (que é dono de uma imobiliária), Nelson Bezerra (presidente de uma empresa de processamento e distribuição de alimentos) e Beto Nunes (dono de uma rede de concessionárias).

LEIA MAIS

Veja onde assistir ao jogo Jacuipense x Santa Cruz pela Série C

Com força máxima, Santa Cruz encara Jacuipense pela Série C

OPOSIÇÃO

A reportagem do JC também entrevistou um representante da oposição do clube, que já está com chapa lançada desde o dia 29 de outubro. Ou seja, há mais de um mês. A chapa conta com o advogado André Frutuoso, candidato à presidência; o professor Joaquim Bezerra concorrendo à vice-presidência; e o nome para concorrer ao Conselho Deliberativo é o do advogado Mário Godoy. Na última sexta-feira, aliás, o grupo oficializou a inscrição da chapa.

Procurado pela reportagem, o professor Joaquim Bezerra, que concorre à vice-presidência do Tricolor, afirmou que a publicação do 3º edital deveria ter sido feita no dia 24 de novembro, já que as eleições estão marcadas para o dia 14 de dezembro. “A não publicação não dá prazo para eles, pelo contrário. Eles simplesmente deixaram de fazer uma formalização, que seria o lançamento do 3º edital. Pela contagem que nós fizemos, eles teriam até ontem (domingo, dia 29) para lançar a chapa. Se não registraram ontem, porque não era dia útil, eles vão ter que fazer hoje. Se não fizer hoje (segunda-feira, dia 30), eles vão perder o prazo”, explicou Joaquim Bezerra.

Segundo Joaquim Bezerra, o grupo da situação corre o risco de perder o prazo caso o juiz confirme o pleito para o dia 14. O candidato à vice-presidência do clube, inclusive, afirmou que a decisão do juiz deve acontecer entre esta segunda e até a terça-feira. “Veja o risco que eles estão correndo. Se o juiz disser que as eleições são dia 14 de dezembro, eles perderam o prazo. Não sei onde é que está a segurança jurídica deles, mas eles que sabem. A gente cuida da gente. A decisão judicial já saiu. A gente está pedindo que o juiz confirme o que ele já disse. O juiz deve se pronunciar entre hoje (30 de novembro) e amanhã (1º de dezembro)”, finalizou.


FECHAR