publicidade
18/11/20
Bileu vem tendo boa temporada no Santa Cruz. Foto: JC Imagem
Bileu vem tendo boa temporada no Santa Cruz. Foto: JC Imagem

Bileu quer Santa Cruz mantendo a mesma pegada: “Não podemos deixar a peteca cair”

18 / nov
Publicado por Lucas Holanda em Notícias às 14:53

Líder absoluto do grupo A da Série C, o Santa Cruz já está classificado para a próxima fase da competição, onde vai disputar o acesso à Série B com mais três adversários. Mesmo com o Tricolor tranquilo na tabela e tendo a liderança garantida do grupo, por mais que perca os três próximos jogos, o volante Bileu destacou a importância da Cobra Coral seguir no mesmo ritmo nas partidas. O atleta também afirmou que os desgastes das longas viagens acabam se tornando um problema, mas o fato de ter apenas um jogo por semana faz com que esse fator seja um pouco minimizado.

“Problemas são viagens, já que em algumas a conexão é demorada. Mas em termos de jogos é tranquilo. Um por semana, tendo a semana toda para trabalhar não afeta tanto. É mais desgaste das viagens que são mais demoradas, mas temos totais condições de recuperar o máximo a cada semana para estar 100% nos jogos. Não podemos deixar a peteca cair, mas sim tentar seguir na sequência boa que estamos tendo”, afirmou o volante em entrevista ao Jornal do Commercio.

Com 36 pontos conquistados em 15 jogos, o Santa Cruz está na liderança de forma isolada do grupo A da Série C. Para se ter ideia de como vem sendo absoluto, o Tricolor tem dez pontos de vantagem para o vice-líder da competição, que é o Remo. Se derrotar algum adversário nas três rodadas que restam, a Cobra Coral chega aos 39 pontos, pontuação que vai lhe dar o ‘título’ de melhor campanha da história da primeira fase da Série C neste formato – com dez times por grupo e 18 jogos.

Leia mais

Com aumento de casos da covid no Santa Cruz, volante redobra cuidados: ‘não posso ficar fora de jogos importantes’

Recuperado da covid-19, capitão do Santa Cruz relata dificuldades que passou e mira adversários do Grupo B

FORÇA DO ELENCO

Apesar de ter passado por um surto de covid-19 no elenco, o Santa Cruz passou ileso em termos de resultados. Venceu com autoridade o Vila Nova e mostrou o poder de letalidade para bater o Remo, fora de casa. Desempenho nas duas partidas que mostra a força do elenco tricolor e, claro, como o técnico Marcelo Martelotte vem conseguindo extrair o máximo tanto dos titulares como dos reservas que estão sendo acionados quando algum titular não pode jogar.

Nos últimos dois jogos, por exemplo, a dupla de zaga do Santa Cruz foi formada por Célio Santos e Elivelton, já que Willian Alves, Danny Morais e Denílson ficaram de fora por testarem positivo para o novo coronavírus. Mesmo com esses desfalques, o Tricolor não foi vazado em nenhuma das duas partidas. Para o zagueiro Danny Morais, esse desempenho mostra a força do elenco coral, que vem se mostrando forte e com jogadores mutáveis para atuar em mais de uma função durante as partidas caso seja necessário.

“(Dupla de zaga) segura, muito boa, não tinha dúvida que seria assim. Não só eles como todos que entraram. O (Augusto) Potiguar e Bileu quando jogaram na lateral, o próprio Lourenço quando recuou para a lateral, dois laterais esquerdos… Isso mostra a força do grupo em lidar com os problemas internas. A maneira como vem tendo resultados, a entrega, não me surpreendo de forma alguma. Fico feliz com isso, como também fiquei quando Denílson jogou. Quem ganha é o Santa”, afirmou Danny.

O próximo compromisso do Santa Cruz é no sábado (21), diante do Manaus, às 19h, no estádio do Arruda. Com 36 pontos, o Tricolor é o líder isolado do grupo A e já está classificado para a próxima fase da competição. Já o rival é o 5º com 20 pontos ganhos, dois a menos que o Paysandu, 4º colocado. Veja, através do streaming DAZN, os gols da vitória coral diante do Remo.


FECHAR