publicidade
27/10/20
Zidane otimista com o futuro do Real Madrid na próxima partida. Foto: AFP
Zidane otimista com o futuro do Real Madrid na próxima partida. Foto: AFP

“Não existem jogos fáceis”, afirma Zidane

27 / out
Publicado por Davi Saboya em Notícias às 10:26

AFP – O técnico do Real Madrid, Zinedine Zidane, está confiante de que sua equipe trará um bom resultado do jogo desta terça-feira na Alemanha contra o Borussia Mönchengladbach, pela segunda rodada na Liga dos Campeões, após a vitória por 3 a 1 sobre o Barcelona no sábado, mas alertou que “não existem mais jogos fáceis”.

“Sabemos bem contra quem vamos jogar, por isso amanhã (terça-feira) vamos tentar confirmar nossa boa atuação do fim-de-semana, sabendo que também teremos dificuldades neste jogo, não existem mais jogos fáceis”, disse Zidane à imprensa antes do compromisso pelo torneio continental.

“Agora só há times dispostos a colocar você em dificuldades. Vai ser um jogo que vai exigir muito, então estamos prontos para jogar bem por 90 minutos como no fim de semana passado”, acrescentou.

LEIA MAIS

> Pogba vai registrar denúncia por rumores sobre saída da seleção francesa

> Com lesão no tendão, Agüero é baixa no Manchester City

> Invicto, Lille empata com Nice e perde liderança para o PSG

O treinador do time espanhol mostrou-se otimista em poder contar com o atacante belga Eden Hazard, recuperado de lesão.

“Se está conosco é porque está bem. Esta é uma boa notícia para nós. Estamos felizes por poder contar com ele”, acrescentou Zidane.

“Amanhã vamos ver como ele poderá participar, mas o importante é que ele está conosco, de volta, é uma coisa muito positiva para nós”, destacou.

O treinador do clube da capital da Espanha também preferiu deixar para trás as polêmicas em torno do clássico contra o Barcelona, evitando responder se havia pensado em deixar o cargo caso tivesse perdido no sábado em Camp Nou.

“Temos um jogo amanhã e penso apenas nisso. De resto, estarei lá até o último dia e faremos as coisas como sempre, juntos, como um elenco. O resto, veremos”, concluiu.


FECHAR