publicidade
20/10/20
Campeão da Champions, Bayern ganhou também a Supercopa.  Foto: AFP
Campeão da Champions, Bayern ganhou também a Supercopa. Foto: AFP

Prêmios, formato, covid-19: os detalhes da Liga dos Campeões 2020-2021

20 / out
Publicado por Davi Saboya em Notícias às 6:11

AFP – A Liga dos Campeões retorna nesta terça-feira em um contexto marcado pela pandemia do coronavírus, que semeia incertezas sobre o rendimento econômico da competição e implica adaptações no regulamento.

PREMIAÇÃO

Ao contrário dos anos anteriores, a Uefa (entidade que dirige o futebol na Europa) ainda não anunciou os prêmios financeiros para a sua principal competição, que pode ser menos lucrativa do que o normal no contexto da crise de saúde que abalou as finanças do futebol.

Na temporada 2019/20, cada um dos 32 clubes presentes na fase de grupos recebeu no mínimo 15,25 milhões de euros (cerca de 18 milhões de dólares), mesmo sem somar um único ponto.

Cada vitória na fase de grupos rendeu 2,7 milhões de euros adicionais (3,16 milhões dólares) e cada empate 900 mil euros (1,05 milhão de dólares).

As equipes classificadas para as oitavas de final receberam mais 9,5 milhões de euros (11,13 milhões de dólares).

Para quem avançou para as quartas, foram destinados 10,5 milhões de euros (12,3 milhões de dólares) e 12 milhões para os semifinalistas (14 milhões de dólares).

Vencedor da final, o Bayern de Munique embolsou mais 19 milhões de euros (22 milhões de dólares), enquanto o vice PSG ficou com 15 milhões de euros (17,5 milhões de dólares).

A estas premiações fixas acrescenta-se uma parte variável de acordo com os desempenhos de cada clube em dez anos, podendo receber até 35,46 milhões de euros (41,5 milhões de dólares): o Real Madrid lidera essa classificação à frente do Bayern.

Por fim, o bolo dos direitos televisivos – 292 milhões de euros no ano passado (342 milhões de euros) – é distribuído de acordo com o valor de cada mercado de televisão dos clubes participantes.

FORMATO

A forma de competição é idêntica ao dos anos anteriores: quatro times se enfrentam em cada grupo em partidas de ida e volta, com 3 pontos por vitória e 1 ponto por empate.

Os dois primeiros de cada grupo se classificam para as oitavas de final e o terceiro colocado entra direto nas oitavas de final da Liga Europa.

LEIA MAIS

> Rooney, em isolamento apesar de não ter covid-19, está ‘triste e chateado’

> Guardiola diz que Agüero tem que se esforçar para renovar com o Manchester City

> Leeds é derrotado pelo Wolverhampton no encerramento da 5ª rodada do Inglês

> Paredes desfalca PSG e Marquinhos é dúvida para jogo com Manchester United

> Diego Costa desfalca Atlético de Madrid na estreia na Liga dos Campeões

A partir das oitavas de final, o times se enfrentam em jogos de ida e volta com eliminação direta, antes da final agendada para Istambul (Turquia) em 29 de maio de 2021.

A Uefa não pretende fazer uma fase final como a disputada em agosto passado, com todos os jogos realizados em uma única cidade e espera manter o formato tradicional.

NÃO COMPARECIMENTO

O contexto da saúde criou dois novos casos em que ocorrerá a derrota por não comparecimento (W.O.), em ambas situações o placar ser de 3 a 0; se uma equipe não puder relacionar “pelo menos 13 jogadores”, por doença ou quarentena de seu elenco, e se não for possível reagendar o confronto nos prazos fixados pela Uefa.

A mesma sanção pode recair sobre um clube que é considerado “responsável pela não realização de uma partida” devido às restrições impostas por suas autoridades nacionais, por exemplo, um fechamento de fronteira ou medidas de quarentena: nesse caso, um campo neutro deve ser definido para a disputa do duelo.

IMPRENSA

Os regulamentos da Uefa estabelecem pelo menos 100 lugares disponíveis para jornalistas em encontros da fase de grupos. Em partidas de eliminação direta, o número chega a 200.

SUBSTITUIÇÕES

Assim como nos jogos entre seleções e na Liga Europa, as equipes podem fazer até cinco substituições cada, em vez das três habituais, para “aliviar o esforço dos jogadores” devido ao calendário denso na temporada 2020-2021 até a pandemia, explicou a Uefa. Durante as eliminatórias, uma sexta mudança na prorrogação é possível.

VAR

O árbitro de vídeo (VAR, pelas siglas em inglês), utilizado pela primeira vez na temporada 2019/20, segue como recurso a ser consultado em todo os estádios da competição.


FECHAR