publicidade
12/10/20
Mikael foi artilheiro da base do Sport em 2019. Foto: Divulgação/Sport
Mikael foi artilheiro da base do Sport em 2019. Foto: Divulgação/Sport

Com mais “casca”, Mikael quer ter a chance de ajudar o Sport

12 / out
Publicado por Leonardo Silva em Notícias às 18:34

Ficar no banco de reservas não é a vontade de nenhum jogador, mas para o atacante Mikael ter figurado no local, na partida contra o Botafogo, domingo (11), na Ilha do Retiro, que acabou com a derrota rubro-negra por 2×1, foi quase um sonho. Digno até de se emocionar. É que o jovem atleta, de 21 anos, é cria da base do Leão, e retornou ao clube depois de ser emprestado ao Confiança.

“Eu estou muito feliz, eu estava fazendo um bom trabalho no Confiança, onde fui emprestado. Então eu volto com a melhor expectativa possível, pra ajudar o Sport a estar de volta no cenário. A experiência lá me ajudou muito, criou uma “casca”, eu nunca tinha jogado no profissional continuamente. Acabei jogando vários campeonatos, alguns jogos, fiz vários gols, então amadureci bastante”, disse o atacante.

No Confiança, Mikael realmente fez um bom trabalho. Lá foi campeão estadual e era vice-artilheiro da equipe no ano, com sete gols em 21 jogos. Ele chegou para teoricamente ser o reserva imediato de Hernane, já que Elton e Ronaldo deixaram o clube e foram atuar em Cuiabá e Avaí, respectivamente. O jovem agradeceu a confiança de Jair Ventura e elogiou o treinador.

“O Jair Ventura é um excelente profissional, eu vinha acompanhando sim. Além de jogador, me sinto bem no clube, sou torcedor do clube. Então vi que ele estava fazendo um ótimo trabalho e tem a confiança do grupo”, disse Mikael.

Depois de figurar no banco de reservas, o jovem atacante quer aparecer também dentro de campo. “É uma coisa que batalho desde novo, fico até emocionado quando vou pra jogos assim. O primeiro que eu fui foi contra o Botafogo, mas espero ganhar oportunidades e honrar essa camisa tão gigante”, concluiu.

 

VEJA MAIS CONTEÚDO SOBRE O SPORT


FECHAR