publicidade
05/10/20
Momento ruim do Timbu na competição preocupa o torcedor. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Momento ruim do Timbu na competição preocupa o torcedor. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Contra o Paraná, Náutico tenta primeira vitória contra times que brigam pelo G4 da Série B

05 / out
Publicado por Klisman Gama em Náutico às 21:48

O Náutico encara uma missão difícil contra o Paraná, no estádio Durival de Britto, nesta terça-feira, às 19h15. Dando continuidade à sequência contra equipes que estão brigando pelo G4, o Timbu vai para mais uma partida com vários desfalques. A missão do técnico Gilson Kleina é fazer o time retomar aos trilhos que vinha apresentando na Série B. Já são três jogos sem vencer, sendo duas derrotas doloridas para Cuiabá e Confiança, pelo fato de apresentar um futebol muito pobre, diferente do que chegou a desempenhar nas partidas anteriores. Porém, com o meio-campo quase todo reserva e o ataque que deve passar por novas mudanças, o comandante terá bastante trabalho.

A primeira linha defensiva tende a se manter a mesma. Ainda com más atuações de Hereda e Rafael Ribeiro diante do Confiança, fazer mais mudanças ainda na equipe podem acabar trazendo mais prejuízo ao Náutico. Com isso, a tendência é que Gilson Kleina preserve os mesmos atletas no início do duelo. No meio de campo, Josa deve seguir na vaga de Rhaldney, ainda afastado pela covid-19. Mesma situação de Jhonnatan, também acometido pela doença, Wagninho e Matheus Trindade disputam a posição. Porém, a má atuação do prata da casa no último sábado, em que foi bastante criticado pela torcida, devem acabar gerando uma nova oportunidade a Trindade, que também não caiu nas graças do torcedor.

LEIA MAIS

>> Náutico tem queda brusca na criação e finalizações em má sequência na Série B; Confira os números

>> Náutico busca reabilitação na Série B contra Paraná e América-MG fora de casa

>> De chuteiras aposentadas, Carlinhos Bala se candidata a vereador no Recife e entra no campo da política

>> Ruy estreia com a camisa do Náutico e já visa as próximas partidas na Série B

Jean Carlos se mantém entre os titulares, e a dúvida fica se Ruy faz sua estreia como titular, entrando na vaga de um dos atacantes, ou se Gilson Kleina mantém o 4-3-3 das duas últimas partidas. Entretanto, a necessidade de melhorar a criação de jogadas e o mau momento dos pontas alvirrubros podem pesar na entrada do armador de 31 anos. Um dos retornos que o Náutico ganha é do atacante Paiva, que cumpriu suspensão diante do Confiança. Nisso, disputa posição com Kieza, mas a tendência é que o K9 siga entre os titulares. Por outro lado, Erick tomou o terceiro cartão amarelo e aumenta a lista de desfalques.

“A gente tem um grupo qualificado. Sabemos que quando tem um desfalque ou outro, os jogadores estão preparados para isso. Mas tem aquela certa adaptação. A gente vem num ritmo de jogo, jogadores que vem jogando juntos há mais tempo estão mais entrosados e um certo ritmo de jogo. Claro que a gente sente falta quando temos um desfalque, é natural, mas a gente está trabalhando para isso. Independente de desfalque ou não, que vai acontecer ao longo da Série B, temos que estar preparados para isso”, afirmou o meia Jean Carlos.

Paraná

Vindo de derrota por 1×0 para o Botafogo-SP na última rodada, o Tricolor paranaense caiu da vice-liderança para o quarto lugar. Assim, dentro de casa, quer recuperação diante do Náutico. Há dúvidas na formação da zaga, com o titular Fabrício se recuperando de lesão e podendo voltar ao time, e no setor de ataque, o técnico Allan Aal deve promover mudanças com a entrada de Léo Castro. Um jogo difícil para o Timbu, que precisa pontuar para afastar qualquer perigo de encostar no Z4 e voltar a se aproximar do G4.

“A gente vai jogar contra três times que estão em cima, são jogos bons para a gente pontuar e, sem dúvida nenhuma, o Náutico vai brigar lá em cima. Foi para isso que a gente entrou na competição. O Náutico é um grande da Série B e que só tem que pensar em acesso, não em outra questão. Então nesses três jogos, vamos lá fora pensando em pontuar. Sempre buscando a vitória, mas pensando também que um ponto também é sempre importante”, disse Jean Carlos.

Ficha do jogo

Paraná

Alisson; Paulo Henrique, Roberto (Fabrício), Hurtado e Jean Victor; Jhony Douglas, Higor Meritão e Renan Bressan; Andrey, Bruno Gomes e Léo Castro (Bruno Pires). Técnico: Allan Aal.

Náutico

Jefferson; Hereda, Rafael Ribeiro, Fernando Lombardi (Camutanga) e Wilian Simões; Josa, Matheus Trindade (Wagninho), Jean Carlos, Ruy (Dadá Belmonte); Thiago e Kieza. Técnico: Gilson Kleina.

Local: Estádio Durival de Britto, em Curitiba, no Paraná. Horário: 19h15. Árbitro: Léo Simão Holanda (CE). Assistentes: Anderson Moreira de Farias e Jailson Albano da Silva (ambos CE).

PODCAST

Na Cara do Gol é o podcast do futebol pernambucano da Rádio Jornal. A cada segunda, um novo episódio ao vivo é transmitido no Youtube da Rádio Jornal. Neste programa, entre outros assuntos, o delicado momento do Náutico na Série B do Campeonato Brasileiro.


FECHAR