publicidade
18/09/20
A estreia da Juventus contra a Sampdoria na temporada, na noite de domingo, poderá ter público. Foto: AFP
A estreia da Juventus contra a Sampdoria na temporada, na noite de domingo, poderá ter público. Foto: AFP

Itália permitirá até mil espectadores em encontros esportivos ao ar livre

18 / set
Publicado por Gabriela Máxima em Futebol Internacional às 8:16

Da AFP – Mil pessoas poderão assistir a todas as competições desportivas ao ar livre a partir do próximo domingo na Itália. O anúncio foi feito pelo ministro dos Esportes Vincenzo Spadafora nesta sexta-feira (18), véspera do início da nova temporada do futebol. O ministro não cita nenhum outro esporte além do tênis, mas a decisão pode permitir presença de pública na partida da Juventus contra a Sampdoria, no início da temporada, na noite de domingo.

“A começar pelas semifinais e finais” do torneio de tênis de Roma, previsto para domingo e segunda-feira, “mil espectadores poderão assistir a todas as competições desportivas que se realizem no estrangeiro e que respeitem escrupulosamente as regras sanitárias”, disse Vincenzo Spadafora em um comunicado.

>> Cristiano Ronaldo quer conquistar o mundo e bater recorde 

>> Brasileiro vibra por poder jogar com Cristiano Ronaldo na Juventus: “Sonho realizado”

>> Com recordes e títulos, Messi completa 20 anos de carreira no Barcelona

Para poder receber os espectadores, os organizadores dos eventos esportivos devem respeitar “as regras estabelecidas para o espaço, as máscaras e a reserva de lugares”, disse o ministro.

A decisão do governo italiano será oficial “nas próximas horas”, acrescentando que é “um primeiro passo, mas um passo significativo para a normalidade do desporto, que esperamos em breve”.

A organização do Masters 100 em Roma, em que Rafael Nadal volta às pistas depois de seis meses, havia denunciado “uma enorme injustiça” por ter de jogar a portas fechadas, enquanto Roland Garros, que começa em dez dias, poderá receber espectadores.

No futebol, os clubes, economicamente muito afetados pela pandemia, também exigem uma reabertura progressiva dos estádios.


FECHAR