publicidade
25/08/20
Náutico ainda busca primeira vitória na Série B
Náutico ainda busca primeira vitória na Série B

Executivo de futebol do Náutico destaca evolução da equipe com Kleina

25 / ago
Publicado por Gabriela Máxima em Náutico às 8:36

O executivo de futebol do Náutico, Ítalo Rodrigues, avaliou o desempenho do elenco alvirrubro como positivo no último sábado diante do Juventude. O dirigente destacou os três gols marcados no empate por 3×3 e observou que a equipe está em evolução. Em entrevista ao programa Fórum Esportivo, da Rádio Jornal, Ítalo lembrou que há muito trabalho para ser desenvolvido com o treinador Gilson Kleina. O Náutico volta a entrar em campo na próxima sexta-feira contra o Guarani, fora de casa.

“Eu vejo nosso time como um todo em evolução. Se eu não estou enganado o último jogo que o Náutico fez três gols foi contra o Decisão. Foi um time bem, não sei se chegou a ser rebaixado, mas foi uma das piores campanhas do Estadual, e a gente teve esse ponto positivo, inclusive de conseguir empatar o jogo com um a menos. Agora teve o ponto negativo que você ganhando com dois gols de diferença você não pode realmente levar a virada da forma que a gente levou. Existem várias coisas que a gente precisa corrigir”, comentou Ítalo. “Mas num todo eu vejo evolução muito interessante principalmente pelo pouco tempo que Gilson teve. Mas muito bem desenhado em cima do treino anterior. Foi um tempo muito pouco de treinamento porque um resultado muito bom de trabalho”, completou.

>> Vice do Náutico diz que Kleina observa qualidade no elenco, mas não descarta contratações

>> Jefferson recebe alta do hospital, mas desfalcará Náutico na próxima rodada da Série B

>> Willian Simões faz autocritica da defesa do Náutico e quer time minimizando falhas

Ítalo Rodrigues disse que os resultados em casa precisam melhorar e que o time vem tomando muitos gols. Apesar da preocupação, o dirigente falou que o clube não pensa em reforçar a equipe com novos zagueiros e lembrou que o elenco conta com nomes de qualidade.

“A gente vem de um ano em que os resultados em casa estão sendo muito ruins. Está tendo um aproveitamento melhor fora do que em casa e tomando muitos gols. Só que em contrapartida a gente vê que tem opções de zagueiros. Porque se colocar no papel todos os zagueiros do Náutico são seis ou sete nomes. Então a gente precisa avaliar com muito cuidado dentro de uma necessidade, mas também dentro de uma responsabilidade financeira. Não tem dinheiro sobrando para sair contratando em várias posições. As vezes a gente precisa priorizar. Temos três zagueiro no DM e Camutanga foi expulso, então temos só três opções de zagueiros”, concluiu.


FECHAR