publicidade
25/08/20
Didira participou de três dos cinco gols que o Santa Cruz fez na temporada. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Didira participou de três dos cinco gols que o Santa Cruz fez na temporada. Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Decisivo nos últimos jogos, Didira comemora bom momento no Santa Cruz: “fruto do trabalho”

25 / ago
Publicado por Lucas Holanda em Notícias às 13:30

Se o Santa Cruz conseguiu vencer o Treze-PB e o Botafogo-PB nos dois últimos jogos do clube, muito disso se deve ao meio-campista Didira, decisivo nas duas partidas. Contra o primeiro, deu uma assistência para o gol de Chiquinho. Já no duelo do último domingo, também deu um passe para gol e, além disso, marcou na vitória coral diante do Botafogo. E o atleta sabe que está em alta no Tricolor. Para ele, é o melhor momento dele desde que chegou a Cobra Coral.

Claro (melhor fase no Santa Cruz). É um momento bom, mas não posso me acomodar e parar nesses números. Tenho que melhora a cada dia. A cada momento da minha vida eu me dedico muito. Nos jogos e treinos eu procuro fazer o melhor para a equipe do Santa Cruz. Então tenho que aproveitar esse momento e continuar dessa maneira. Se melhorar, vai ser melhor ainda”, disse Didira, que deu cinco assistências em 2020

“Isso é fruto do trabalho, com um ajudando o outro para que a gente possa fazer um bom trabalho. Estou vivendo um momento muito bom aqui depois de muitas cobranças que vivi. Tenho que aproveitar esse momento e dar sequência, porque eu tenho certeza que vamos alcançar coisas grandes até o fim do campeonato”, afirmou o meia tricolor, que completa destacando que quer ajudar o Santa Cruz em qualquer posicionamento, independente da função.

“Isso é bom para mim. Independente de função eu tenho que entrar em campo e fazer o meu melhor para ajudar o time e a comissão. Quando se tem a confiança do treinador e do grupo, isso é importante. Graças a Deus eu fico feliz por isso. Não é fácil você jogar em posições fora da sua. Então sempre procuro me dedicar ao máximo, independente da função. Mas que eu possa fazer um bom trabalho e ajudar a equipe como foi contra o Botafogo-PB. O importante é entrar, ajudar a equipe e fazer o meu melhor”, disse o meia coral.

Leia mais

Zagueiro Elivelton chega ao Santa Cruz para reforçar setor com poucas peças

Constantino Júnior exalta elenco do Santa Cruz e elogia comando de Schulle

Santa Cruz tem seu melhor início da história nos três primeiros jogos da Série C

BOM MOMENTO

Com os sete pontos conquistados em nove disputados até aqui, o Santa Cruz é o líder do grupo A da Série C. Além disso, é o melhor início do tricolor na terceira divisão em comparação com todas as vezes que disputou. Números que comprovam a marca deste time: a competitividade. O Tricolor está invicto há 11 jogos, embora tenha sido eliminado pelo Confiança na Copa do Nordeste e perdido o título do Campeonato Pernambucano para o Salgueiro – sucumbiu nos pênaltis nas duas oportunidades. Sobre o momento coral, o meia Didira afirmou que é importante continuar desta maneira, com muita dedicação nos treinos e jogos.

“É um momento importante. Uma vitória fora de casa nos dá mais confiança. Uma competição difícil, com grandes equipes. O empate entre Imperatriz e Remo foi bom, nos deixou na primeira colocação. A gente tem que se acostumar, viver esse momento sempre, querendo sempre estar lá em cima. Espero que a gente possa continuar desta maneira, treinado bem, todo mundo se dedicando e se empenhando nos jogos. Isso é o que mais importa para nós (jogadores) e comissão técnica. Então tenho certeza que no jogo de sábado a gente vai continuar da mesma maneira e com a mesma postura para que a gente possa conquistar mais uma vitória”, disse Didira.

Com relação ao jogo do próximo sábado diante do Imperatriz, pela quarta rodada da Série C, o meia coral afirmou que o técnico Itamar Schulle vai repassar informações do adversário durante a semana. No entanto, Didira fez questão de destacar a importância do Tricolor entrar em campo respeitando o adversário e seguindo à risca o que o comandante pede.

“A gente assiste alguns jogos deles, mas a gente não sabe a forma que eles jogam, quem são os jogadores. Mas isso o Itamar vai passar para a gente durante a semana. Mas a gente sabe que não é um jogo fácil. É uma equipe de qualidade, com jogadores experientes. Então temos que entrar em campo da mesma maneira que a gente vem jogando, respeitando e colocando em prática tudo aquilo que o Itamar pede para que a gente possa sair com um resultado positivo e siga ali no pelotão de frente”, finalizou.


FECHAR