publicidade
05/08/20
Danny Morais é o capitão do Santa Cruz na decisão contra o Salgueiro
Danny Morais é o capitão do Santa Cruz na decisão contra o Salgueiro

Santa Cruz pode ser campeão invicto do Pernambucano pela segunda vez após 88 anos

05 / ago
Publicado por Lourenço Gadêlha em Campeonato Pernambucano às 13:04

Em busca do 30º título do Campeonato Pernambucano, o Santa Cruz pode repetir um feito que não acontece há 88 anos. Em caso de vitória sobre o Salgueiro nesta quarta-feira (5), às 21h30, no Arruda, o Tricolor será campeão invicto do Estadual, fato que só aconteceu para o clube na edição de 1932. No jogo de ida, no Cornélio de Barros, as equipes empataram por 1×1. Agora, quem vencer o segundo jogo será o campeão. Em caso de empate, decisão nos pênaltis.

Na atual temporada, a equipe comandada pelo técnico Itamar Schulle chega a grande final com a melhor campanha do Pernambucano. Na primeira fase, foram nove jogos, com oito vitórias e um empate, totalizando um aproveitamento de 92,6%. A Cobra Coral ainda marcou 16 gols e sofreu apenas quatro. Com o desempenho, classificou de forma direta para as semifinais, onde empatou com o Náutico no tempo normal por 0x0 e eliminou o Timbu nos pênaltis por 7×6. 

LEIA MAIS:

> Santa Cruz e Salgueiro duelam por título histórico do Campeonato Pernambucano

> “Grupo forte, maduro e sabe aonde quer chegar”, diz presidente do Santa Cruz sobre elenco

> Confira a arbitragem da final do Pernambucano entre Santa Cruz e Salgueiro

> Ex-Salgueiro, Toty acredita que Santa Cruz terá mais espaço no Arruda: ‘mais complicado pra eles’

Relembre a campanha invicta de 1932:

Na 18ª edição do Campeonato Pernambucano, o Santa Cruz, comandado por Ilo Just, primeiro goleiro do Tricolor e um dos sócios fundadores do clube, conquistou 12 vitórias em 12 jogos disputados, com 51 gols marcados e 13 sofridos. Com formato diferente na época, o Estadual teve a participação de 11 equipes, que foram divididas em dois grupos: Série Branca e Série Azul. Na primeira, estava a Cobra Coral e na segunda, o Sport e o Náutico. Cabe o registro que cinco das 11 equipes daquela edição não existem mais. 

Liderada em campo pelo artilheiro Tará, maior goleador da história do Santa Cruz com 207 gols, o Tricolor venceu todos os 10 primeiros jogos da fase de grupos, inclusive, com duas goleadas: 8 a 0 sobre o Israelita e 8 a 2 sobre o Fluminense. Na época, se classificavam para as finais os líderes da Série Branca e Azul, sendo, naquela ocasião, o Santa Cruz e o Íris, respectivamente. 

Nos confrontos decisivos, que seria decidido em uma série melhor de três, triunfo para a Cobra Coral. Em apenas dois jogos, o Santa Cruz liquidou a fatura. Venceu a equipe do Íris por 4×1 nas duas partidas e conquistou o Campeonato Pernambucano de forma invicta pela primeira vez na sua história. Além do título invicto de 1932, o segundo de sua história, o time comandado por Ilo Lost conquistou também o certame em 1931, 1933 e 1935. 

Jogos:

Primeira fase

Israelita 0 x 8 Santa Cruz

Santa Cruz 5 x 1 Great Western

Flamengo 1 x 2 Santa Cruz

América 1 x 4 Santa Cruz

Santa Cruz 6 x 1 Fluminense

Israelita W.O Santa Cruz – declarado vencedor

Great Western 3 x 4 Santa Cruz

Santa Cruz 3 x 1 Flamengo

Santa Cruz 3 x 1 América

Fluminense 2 x 8 Santa Cruz

Finais:

Santa Cruz 4 a 1 Íris 

Santa Cruz 4 a 1 Íris


FECHAR