publicidade
01/08/20
Crédito: Felipe Santos/Ceará
Crédito: Felipe Santos/Ceará

Ceará joga melhor e vence Bahia na primeira partida da final do Nordestão

01 / ago
Publicado por Marcos Leandro em Principal às 17:59

Em jogo muito disputado e que teve a transmissão da TV Jornal,  o Ceará venceu o Bahia por 3×1, neste sábado (1), no estádio de Pituaçu, em Salvador-BA, na primeira partida da final da Copa do Nordeste 2020. O tricolor abriu o placar com Fernandão, mas o Vozão virou com gols de Fernando Sobral, Cléber e Matheus Gonçalves.

Com o resultado, o time cearense abriu uma boa vantagem para faturar o título. Na próxima terça (4), também em Pituaçu e com transmissão da TV Jornal, o Vozão pode até perder por um gol de diferença, que mesmo assim conquistará a taça. Vale lembrar que Ceará e Bahia já decidiram o Nordestão em 2015, com o troféu ficando com o alvinegro.

> Veja o tempo real de Ceará x Bahia

O JOGO

Ainda sem poder contar com o atacante Gilberto (ex-Santa Cruz e Sport) e o goleiro Douglas, ambos lesionados, o técnico do Bahia Roger Machado repetiu a mesma escalação da vitória contra o Confiança, na semifinal.  No Ceará, que eliminou o rival Fortaleza na semifinal, Guto Ferreira (ex-Sport) apostou no quarteto Vinícius, chamado de Vina no Vozão, (ex-Náutico), Leandro Carvalho, Cléber e Fernando Sobral.

O jogo começou muito disputado e embolado no meio de campo. Até com mais faltas do que o normal. Porém, em três minutos, o placar foi movimentado dua vezes.  Aos 25, o volante Flávio foi esperto e roubou a bola no meio de campo. Ele avançou e tocou para Fernandão, dentro da área, mandar para o fundo da rede de Fernando Prass: Bahia 1×0.

O Ceará empatou em seguida, aos 27, em uma falha bizarra do sistema defensivo do tricolor baiano. Após um chutão do goleiro Fernando Prass, Juninho Capixaba trombou com o goleiro Anderson e a bola sobrou limpa para Fernando Sobral: 1×1.

O duelo seguiu equilibrado. Aos 36, o Bahia criou boa chance, mas Rodriguinho chutou fraco e Fernando Prass defendeu.   A resposta do Vozão veio aos 40. Após escanteio, o goleiro Anderson espalmou e a bola sobrou para Vina, que girou e bateu, mas por cima.

Para a etapa complementar, as equipes voltaram com as mesmas formações, sem mudanças. O primeiro grande perigo foi dos cearenses. Aos seis, o lateral Bruno Pacheco tabelou com Fernando Sobral e bateu forte, mas Anderson praticou boa intervenção.  Porém, aos 12, o Vozão pulou na frente. Após belo cruzamento de Samuel Xavier (ex-Sport), o atacante Cléber acertou linda cabeçada, sem chance para o goleiro do tricolor: Ceará 2×1.

Mesmo em vantagem no placar, Guto Ferreira mexeu duplamente na equipe. Matheus Gonçalves (ex-Sport) e William Oliveira entraram nas vagas de Leandro Carvalho e Fabinho, respectivamente.  Roger Machado respondeu na mesma hora, com Rossi e Daniel nos lugares de Clayson e Gregore respectivamente.

O Bahia assustou aos 26. Juninho Capixaba cruzou, mas Fernandão cabeceou errado, sem direção. O Ceará respondeu em seguida, com Fernando Sobral, que obrigou Anderson a fazer boa defesa. Um minuto depois, aos 28, Matheus Gonçalves recebeu pela esquerda, ajeitou e marcou o gol. Mas a arbitragem marcou impedimento.  Após longa demora, o VAR (novidade para as finais) mudou a decisão e confirmou o terceiro gol do Ceará.

Aos 40, Fernandão caiu na área, mas o árbitro nada marcou. Decisão confirmada pelo VAR. O Bahia pressionou até o final, mas o placar não foi alterado mais.


FECHAR