publicidade
31/07/20
Mbappé (E) pode ficar de fora da Champions. Foto: Reprodução/Twitter
Mbappé (E) pode ficar de fora da Champions. Foto: Reprodução/Twitter

Sem saber se pode ter Mbappé, PSG pensa em ‘plano B’ para a Liga dos Campeões

31 / jul
Publicado por Davi Saboya em Notícias às 14:27

AFP – Com Kylian Mbappé lesionado e com dúvidas sobre quando ele estará recuperado, o Paris Saint-Germain se depara com o dilema de aguardar o retorno de sua jovem estrela a tempo ou de criar possíveis alternativas para substituir o atacante, antes das quartas de final da Liga dos Campeões, em agosto.

Essa situação surgiu na sexta-feira passada, quando Mbappé foi substituído após sofrer uma lesão numa entrada dura de um jogador do Saint-Etienne durante a final da Copa da França, vencida pelo time da capital francesa.

A gravidade do incidente foi comunicada em seguida: torção no tornozelo direito.

Desde o primeiro minuto do diagnóstico, Mbappé manteve uma atitude positiva, entre sorrisos durante a entrega do troféu da Copa e imagens otimistas nas redes sociais, para tranquilizar os torcedores.

LEIA MAIS

> Há 90 anos, Uruguai vencia a Argentina e conquistava a primeira Copa do Mundo da história

> Pia Sundhage atinge um ano na seleção feminina e quer final olímpica: “Estaremos preparadas”

> Torcida do Atlético-MG coloca ex-vice presidente do Cruzeiro como torcedor do Galo no Mineirão

O tempo estimado de afastamento é de cerca de três semanas e Mbappé estará ausente nesta sexta-feira na final da Copa da Liga, contra o Lyon, e o amistoso de 5 de agosto contra o Sochaux. Dois jogos destinados a calibrar o nível do PSG antes do duelo contra o Atalanta, no dia 12 de agosto, em Lisboa, no jogo único das quartas de final da Liga dos Campeões.

A efetiva dupla Mbappé-Neymar parece ameaçada no momento para o confronto contra a equipe italiana, uma das sensações do futebol europeu nesta temporada.

O técnico do PSG, Thomas Tuchel, tem alternativas, embora elas não pareçam muito numerosas: ele pode manter o sistema com quatro jogadores claramente ofensivos e substituir Mbappé por Pablo Sarabia ou Eric Maxim Choupo-Moting, ou mudar o desenho tático e adicionar um meia num esquema de 4- 3-3.

SARABIA

“Se Mbappé não estiver, existe Neymar. Se Neymar não está, há (Mauro) Icardi. Se Icardi não está, há (Ángel) Di María. Este Paris Saint-Germain tem muitos bons jogadores, a ausência de um jogador não é suficiente para enfraquecê-lo”, afirmou o técnico do Lyon, Rudi Garcia, próximo adversário da equipe parisiense.

Garcia não incluiu em sua lista o espanhol Pablo Sarabia (28 anos), que sem fazer muito barulho mostrou seu talento nas oportunidades que teve.

Apesar do status de ‘substituto de luxo’, o ex-atacante do Sevilla foi decisivo em várias ocasiões, com 14 gols levando em consideração todas as competições pouco antes da pandemia do novo coronavírus interromper o futebol francês em março.

Sarabia foi ainda titular nas oitavas de final da Liga dos Campeões contra o Borussia Dortmund (vitória do PSG por 2 a 0), substituindo Mbappé, que estava doente na época.

“Estou muito feliz com o meu primeiro ano” em Paris, disse Sarabia à AFP em uma entrevista publicada durante o confinamento em meados de abril.

Sua responsabilidade também será garantir que o clube francês não sinta saudades do uruguaio Edinson Cavani, maior artilheiro da história do clube, ídolo do Parc des Princes e que deixou a equipe no final de junho.

MUDANÇA DE ESQUEMA

Mas Tuchel optará por uma mudança no sistema de jogo? Veremos Marquinhos no meio de campo?

Durante a primeira parte da temporada, o zagueiro brasileiro atuou com meia num esquema de 4-3-3, com o qual o PSG aumentou o equilíbrio de suas linhas em jogos importantes.

O exemplo mais significativo foi dado na partida contra o Real Madrid (3 a 0), no primeira fase da Liga dos Campeões da temporada, em 18 de setembro.

Com um potencial ofensivo reduzido pelas dúvidas de Mbappé e a ausência de Di María, suspenso para o confronto nas quartas de final da Liga dos Campeões, Tuchel pode optar pela ‘via Marquinhos’ no centro, sabendo que a dupla de zaga Thiago Silva e Presnel Kimpembe dá garantias na defesa.

Agora, o PSG ainda tem dois jogos, um oficial e outro amistoso, para testar seu ‘plano B’ antes de viajar para Portugal para o maior desafio da temporada.


FECHAR