publicidade
19/07/20
Arena de Pernambuco recebe o mata-mata do Pernambucano. Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
Arena de Pernambuco recebe o mata-mata do Pernambucano. Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem

Futebol de volta, mas bem diferente do normal

19 / jul
Publicado por Karoline Albuquerque em Afogados da Ingazeira às 7:06

Depois de 126 dias, o Campeonato Pernambucano 2020 será retomado hoje. Mas, enquanto o mundo ainda enfrenta a pandemia do novo coronavírus, o futebol precisa seguir regras rígidas para que o espetáculo dentro de campo seja apreciado pelos torcedores à distância, já que as arquibancadas ainda seguirão vazias por um bom tempo. O Estadual volta com a última rodada da primeira fase às 16h, 18 semanas após o jogo entre Santa Cruz e Decisão que fechou a 8ª rodada, na metade de março.

As regras para a volta do desporto integram o protocolo médico divulgado pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF) ainda no final do mês de junho. Os treinos voltaram no dia 15 daquele mês, mas os jogos oficiais levaram um pouco mais de tempo até que fossem liberados pelo Governo de Pernambuco.

LEIA MAIS:

>Paraguaio é regularizado e técnico do Santa Cruz ganha mais uma opção ofensiva contra o Sport

>Goleiro menos vazado do Pernambucano, Maycon Cleiton promete atenção no clássico para ajudar o Santa Cruz

>Bryan pode ser ‘surpresa’ na escalação do Náutico na vaga de Jean Carlos

A base utilizada pela FPF para formular as diretrizes vem das federações europeias. Faltam 17 jogos para a conclusão do Estadual, sendo cinco jogos ainda da fase de pontos corridos e os outros referentes ao mata-mata e ao quadrangular do rebaixamento. “Em todas essas competições que já retornaram, estamos vendo uma bandeira principal que é o seguimento rigoroso dos critérios de prevenção, distanciamento social, não aglomerações com variáveis em cada País, Estados e Clubes”, diz o texto da Federação.

Para começar, cada clube poderá ter uma delegação de, no máximo, 35 pessoas. Os médicas de cada time deve enviar as avaliações dos membros por e-mail para a FPF no dia das partidas. Os jogadores precisarão entrar em campo separados por uma distância de 1,5m.

Os atletas serão liberados para entrar no gramado após a entrada da arbitragem, com o time mandante indo primeiro. A saída é ao contrário, com os visitantes deixando o campo primeiro. A arbitragem, delegados e gandulas também vão responder um questionário e aferir a temperatura.

e antes as equipes chegavam ao estádio com duas horas de antecedência, agora devem comparecer entre uma hora e uma hora e vinte antes do início das partidas. Crianças, idosos e pessoas do grupo de risco da covid-19 estão proibidas nos estádios.

Outra mudança é no protocolo inicial das partidas. O distanciamento entre os atletas para entrar em campo é mantido neste momento, sem crianças ou mascotes, além da proibição de cumprimentos nesta hora ou em comemoração de gol. Outra coisa que não será vista é a troca de camisas. Também é proibido cuspir no chão ou limpar o nariz. Para esta segunda, os bancos de reservas terão lenços descartáveis.

A máscara, obviamente, é de uso obrigatório para qualquer pessoa presente no estádio. Apenas os 22 jogadores em campo e o trio de arbitragem podem ficar sem a proteção. Maqueiros e gandulas estarão presentes em número reduzido, com apenas quatro profissionais. Os últimos devem higienizar as bolas com álcool a cada reposição.

Em cada banco de reservas, as delegações e outros profissionais envolvidos terão álcool em gel a 70% à disposição. Nos locais, podem permanecer apenas apenas doze jogadores e cinco membros da comissão técnica, entre técnico, auxiliar, preparador físico, médico e massagista.

As salas utilizadas precisam ter as portas abertas para a circulação de ar, oferecendo ainda recipientes com álcool em gel 70% e pias com água, sabonete e papel descartável.


FECHAR