publicidade
11/07/20
Lucas Drubscky concedeu entrevista à Rádio Jornal. Foto: Anderson Stevens/Sport
Lucas Drubscky concedeu entrevista à Rádio Jornal. Foto: Anderson Stevens/Sport

“O objetivo é fazer uma Série A digna da camisa do Sport”, diz executivo de futebol

11 / jul
Publicado por Lucas Holanda em Notícias às 18:44

Após disputar a Série B em 2019, o Sport retorna à Série A este ano com uma missão: tentar permanecer em meio à uma crise financeira enorme. Na última quinta-feira, a CBF emitiu um comunicado detalhando sobre o calendário do futebol brasileiro desta temporada, que foi interrompido por conta da pandemia do novo coronavírus. Na publicação, a entidade informa que a primeira divisão começa no dia 9 de agosto e vai até o dia 21 de fevereiro de 2021, mantendo o mesmo formato dos outros anos.

Com relação à essa data definida pela CBF, o executivo de futebol do Sport, Lucas Drubscky, disse que o clube já esperava uma competição espremida. Em entrevista ao narrador Alexandre Costa, da Rádio Jornal, o dirigente leonino afirmou que o Leão vai precisar fazer uma logística reforçada para se adaptar à maratona de jogos e não sofrer tanto na parte física com o desgaste dos jogos e viagens.

“Sobre as datas do Brasileiro, a gente sabia que seria uma competição espremida, desde que a CBF decidiu manter o formato da competição. Vamos entrar em dois meses inteiros para terminá-la, com jogos praticamente toda terça, quarta e domingo. Vamos ter que nos adaptar para fazer uma logística que não vá nos prejudicar tanto. Pensar como vamos fazer nossas viagens, planejamentos e minimizar o impacto físico que uma viagem possa ter em nossos atletas para que isso não reflita dentro de campo”, disse Lucas Drubscky.

LEIA MAIS

Sport teme choque de datas entre Pernambucano e Copa do Nordeste

FPF divulga calendário reformulado do Campeonato Pernambucano

Sport quita dívida com Mark González e desbloqueia registro de jogadores na CBF

OBJETIVO NO BRASILEIRO

Vindo de uma Série B e com grave crise financeira, o Sport é um candidato natural ao rebaixamento. No entanto, isso não quer dizer que o Leão não possa surpreender. Para Lucas Drubscky, o objetivo do Leão na Série A é fazer uma competição digna. Além disso, o executivo de futebol leonino disse que essa parada por 90 dias deixa um nível de igualdade nas equipes, além de beneficiar o Rubro-Negro, segundo o dirigente do clube pernambucano.

“O objetivo é fazer uma Série A digna da camisa do Sport. Um clube centenário, com uma história linda, gigante, com títulos importantes, não pode entrar no Brasileiro para fazer feio. A gente entra para fazer uma competição digna. O resultado final a gente vai ver ao longo da competição. A parada de 90 dias vai dar uma igualada muito grande e para nós vai ser benéfica, porque tivemos uma parada de 15 dias (no início da temporada) e já fizemos uma estreia com um dos nossos rivais (Náutico) que se preparava há uns 30 dias na casa deles. E a partir daí foram jogos atrás de jogos e não tivemos um período de quatro dias de treinos”, disse o executivo de futebol, que completa afirmando que a paralisação foi benéfica ao clube.

“Para nós não foi ruim (a parada), demos uma zerada. E a gente vai retornar o futebol mais preparado do que estávamos no dia 19 de janeiro deste ano, quando começou a temporada 2020. Ainda que tenhamos uma dificuldade financeira e que todos sabemos e não podemos deixar de frisar, estamos vivendo e trabalhando em cima dela dentro da nossa realidade e com responsabilidade. E temos com principal objetivo fazer uma competição digna para deixar a nossa torcida orgulhosa”, finalizou Lucas Drubscky.

REESTREIA EM 2020

A reestreia do Sport na temporada é diante do Santa Cruz, na Ilha do Retiro, dia 19 de julho, em um duelo válido pela última rodada da primeira fase do Estadual. Se vencer o rival, o Leão garante vaga nas quartas de final do Estadual. No entanto, caso empate ou perca para o Tricolor, pode ficar de fora se Central e Afogados vencerem seus jogos – enfrentam Decisão e Vitória, respectivamente. Caso o Rubro-Negro não consiga a classificação, terá um vexame histórico: vai disputar o quadrangular do rebaixamento no Campeonato Pernambucano.

Na Copa do Nordeste, o Sport reestreia dia 22 de julho, diante do Confiança, na Arena Cajueiro, na cidade de Feira de Santana, na Bahia. Para avançar ao mata-mata do Nordestão, o Rubro-Negro precisa vencer e torcer para que o ABC não vença o CSA ou que o Botafogo-PB perca para o Vitória. Mesmo se o clube potiguar vencer os alagoanos, o Sport ainda tem chance de classificação. Para isso precisa vencer por dois gols a mais que o ABC. Se empatar, o Sport precisa torcer que que o ABC perca para o CSA e o CRB não vença o Ceará. Se perder, o Rubro-Negro está fora.


FECHAR