publicidade
10/07/20
Presidente concedeu entrevista à Rádio Jornal. Foto: Léo Mota/JC Imagem
Presidente concedeu entrevista à Rádio Jornal. Foto: Léo Mota/JC Imagem

Presidente do Santa Cruz não crê em sede única nas séries A, B e C e aprova início ‘simultâneo’ das três competições

10 / jul
Publicado por Lucas Holanda em Notícias às 10:11

Os clubes da Série C pediram e a CBF atendeu: a competição começa no mesmo fim de semana das séries A e B. Enquanto a segunda divisão tem início previsto para o dia 8 de agosto, a primeira e a terceira dão o pontapé no dia seguinte, 9. Em entrevista ao repórter Filipe Farias, da Rádio Jornal e Jornal do Commercio, o presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior, aprovou a Série C neste modelo ‘simultâneo’ às outras duas divisões. Segundo o mandatário coral, não fazia sentido as séries A e B retornarem e a terceira divisão, prevista para ser concluída em 31 de janeiro de 2021, ficar de fora.

“A gente vê com bons olhos o início da competição junto com as séries A e B. Os clubes da Série C tinham solicitado essa volta sem esperar tanto, levando em consideração toda a dificuldade que clube tradicionais estão sem atividade. Não fazia sentido você voltar as séries A e B e não voltar com a série C”, disse Constantino Júnior, que completou afirmando não acreditar nas três divisões do futebol brasileiro sendo realizadas em sede única ou até mesmo regionalizada, mesmo que algum clube seja impedido de jogar eventualmente.

“Série C vai começar nos mandos pré-determinados. Se por ventura alguma cidade não estiver em condições de receber o jogo, essa equipe certamente se deslocará para o local mais próximo que permite essa atividade do futebol.  Então em nenhum momento se falou de Série C em sede única. Não só da Série C, como também da Série A e Série B”, afirmou o presidente coral.

LEIA MAIS

Novo uniforme do Santa Cruz deve ser lançado até setembro

“Importante termos data de início”, diz presidente da FPF sobre calendário

Santa Cruz não enxerga problema na maratona de jogos após paralisação

FÉRIAS DOS JOGADORES

Com relação às férias dos jogadores, o Santa Cruz vai conversas com os atletas sobre isso, já que eles não tiraram durante o período de paralisação por conta da pandemia do novo coronavírus. O presidente do Tricolor reforçou a importância do diálogo para resolver essa questão, pois os ajustes são fundamentais para normalizarem algumas situações causadas pela pausa inesperada diante do agravamento causado pela covid-19.

“Tudo se ajusta. O calendário, inclusive, é uma máxima disso aí. Deve existir conversações e negociações. A gente sabe que está vivendo um período de exceção, totalmente fora do normal. Então alguns esforços precisam ser feitos, seja por parte das federações, CBF e principalmente dos clubes. Então esse ajuste no elenco é uma fase, fruto dessa pandemia que ninguém esperava e da forma grave que aconteceu, com um grande período de inatividade”. detalhou o presidente coral.

“Essas questões contratuais, de extensão do contrato e de férias, tudo vai ser negociado com o elenco. Certamente isso se ajusta. Acho que o que todo mundo quer nesse momento é voltar a exercer o futebol, mas claro que respeitando as normas e condições de todas as autoridades de saúde. Já temos um norte para trabalhar e isso é muito importante, tanto para os clubes e também para os atletas porque são eles que fazem o espetáculo”, finalizou Constantino Júnior.


FECHAR