publicidade
09/07/20
Foto: Léo Lemos/Náutico
Foto: Léo Lemos/Náutico

Atacante do Náutico destaca evolução física após período no Flamengo

09 / jul
Publicado por Klisman Gama em Náutico às 8:29

Thiago foi a grande revelação do Náutico em 2019. Jogador veloz, driblador, que não se omite na partida e gosta de participar da criação de jogadas. Qualidade técnica ele demonstrou que tem, tanto que foi vendido para o Flamengo, atual campeão brasileiro de da Libertadores, no fim da temporada passada. Agora, de volta ao Timbu, o atleta, que era mais franzino no último ano, ganhou massa muscular e evoluiu fisicamente. Para o atacante, essa melhora deve se refletir dentro de campo.

LEIA MAIS

>> Náutico pode usar times diferentes no NE e PE por conta do possível choque de datas

>> Thiago fala da importância de voltar ao Náutico e mostra ambição para o futuro

>> Clubes em diferentes estágios de preparação visando o retorno da Copa do Nordeste

>> Copa do Nordeste deve voltar na TV Jornal com Bahia x Náutico

“Para mim, foi uma experiência muito grande essa ida para o Flamengo. É um clube em que praticamente, agora, todo jogador quer jogar. Eu melhorei muito minha parte física lá. Saí do Náutico com 65 quilos, passei dois ou três meses lá e fiquei com 71 quilos. Minha condição física melhorou muito, dado ao meu rendimento daqui do ano passado. A tendência é essa agora, melhorar mais ainda minha parte física aqui no Náutico e que, se Deus quiser, a gente possa fazer um bom ano. Só tenho o que agradecer a Deus pelo que vem acontecendo na minha vida”, destacou o ponta-direita.

Um dos grandes reforços do Alvirrubro para esta temporada, Thiago chega para incrementar o ataque da equipe, que perdeu Álvaro e Matheus Carvalho ainda no começo do ano. Com o status de titular dado pela torcida, o jovem atleta pode formar ataque com Kieza e Erick. Trio considerado ideal pelos alvirrubros pelas características de velocidade e boa definição.

O técnico Gilmar Dal Pozzo já comentou que é possível formar o setor ofensivo com os três, mesmo com um “conflito” de posição. Isso porque Thiago e Erick jogam, originalmente, pelo lado direito de campo, com características de cortar para o meio em busca do chute ou do passe. Questão que não é problema para o comandante, que já garantiu, em entrevista, que “dá para usar tranquilamente” o trio.


FECHAR